Carrefour: seis pessoas são indiciadas pela morte de João Alberto

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Polícia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 11 de dezembro de 2020 as 11:05, por: CdB

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul indiciou seis pessoas por homicídio triplamente qualificado de João Alberto Silveira Freitas, que foi espancado por dois seguranças no dia 19 de novembro no Carrefour.

Por Redação, com Sputnik – de Brasília

A Polícia Civil do Rio Grande do Sul indiciou seis pessoas por homicídio triplamente qualificado de João Alberto Silveira Freitas, que foi espancado por dois seguranças no dia 19 de novembro no Carrefour.

Seis pessoas são indiciadas pela morte de João Alberto no Carrefour
Seis pessoas são indiciadas pela morte de João Alberto no Carrefour

Nesta sexta-feira, a polícia finalizou e entregou o inquérito sobre a morte de João Alberto. O cliente negro, de 40 anos de idade, foi espancado até a morte por seguranças de uma loja do Carrefour da Zona Norte de Porto Alegre, segundo o portal G1.

– Seis indiciados por homicídio triplamente qualificado, três pessoas que já eram de conhecimento da imprensa, e que já estão presas, e outras três, que no final do relatório, são apontadas – afirmou a chefe da Polícia Civil, Nadine Anflor.

Os seguranças

Os seguranças Giovane Gaspar da Silva, de 24 anos, e Magno Borges Braz, de 30 anos, estão presos desde o dia do crime, bem como a agente de fiscalização do mercado, Adriana Alves Dutra, de 51 anos.

Os outros três indiciados também são funcionários da loja e, segundo a polícia, dois deles tiveram participação menor no caso.