Castillo agradece contribuição de urna eletrônica brasileira

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado segunda-feira, 12 de maio de 2003 as 18:45, por: CdB

O presidente do Instituto Eleitoral do Distrito Federal do México, Javier Santiago Castillo, agradeceu ao ministro Sepúlveda Pertence, em café da manhã realizado nesta segunda-feira na cidade do México, a contribuição brasileira para consolidação da democracia do país.

– Agradeço a solidariedade do Brasil às autoridades eleitorais mexicanas. Se fosse outro país, cobraria milhares de dólares pelo empréstimo da tecnologia informatizada de votação -, afirmou Castillo.

Pertence foi informado de que a legislação mexicana atual não permite a votação eletrônica, mas tomou conhecimento também de que a repercussão das urnas eletrônicas junto ao eleitorado mexicano tem sido tão positiva que partidos políticos e os próprios parlamentares já falam em mudar a legislação para as próximas votações.

A situação é semelhante à que ocorria no Brasil, onde a legislação também não previa a informática no momento da votação, mas medidas legislativas e resoluções do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) incorporaram a nova tecnologia ao ordenamento jurídico. No encontro, Pertence ouviu agradecimentos e indagações sobre o sistema informatizado brasileiro.

O ministro está no México para assinatura de convênio de cooperação técnica entre os dois países, com participação da Organização dos Estados Americanos (OEA). Serão utilizadas 150 urnas eletrônicas brasileiras na votação do próximo dia 6 de julho, envolvendo cerca de 7 mil eleitores mexicanos.