Celulares estão entre os produtos líderes de importação no Brasil

Arquivado em: Tablet & Celulares, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 3 de março de 2022 as 15:50, por: CdB

Existem muitos produtos que chamam a atenção dos brasileiros no mercado externo, dentre eles, os celulares possuem uma grande parcela das importações no Brasil. De acordo com os dados divulgados pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica, a ABINEE, em 2020 o mercado de importação de celulares movimentou US$ 642 milhões no Brasil, destacando um aumento de 31% em comparação com 2019.

Mesmo com uma grande oferta no mercado nacional, muitos brasileiros são atraídos pelos celulares vendidos em outros países, como os dispositivos das marcas Xiaomi, Poco e Apple, por exemplo. Parte desse interesse no mercado internacional é devido às novas tecnologias desenvolvidas por essas empresas que são líderes mundiais em produção de smartphones. A outra parcela se dá pelos preços que são mais atrativos em sites internacionais. 

De acordo com um estudo realizado pelo site Descontos Top, especializado em cupons de desconto, os telefones celulares estão entre os itens mais procurados pelos brasileiros em sites como AliExpress, Shopee, Amazon, Ebay e Banggood. O estudo ainda destacou que os dispositivos das marcas Apple, Xiaomi e Poco são os principais alvos dos importadores.

Preços baixos e cupons de desconto atraem os consumidores

Muitos consumidores brasileiros são atraídos a comprar celulares e outros produtos em lojas internacionais por causa do preço baixo e das diversas possibilidades de economizar, como através do cupom de desconto. O código promocional AliExpress, por exemplo, é um dos cupons de desconto utilizados pelos consumidores para comprar nessa loja internacional com economia.

Dentre os produtos que mais valem a pena comprar em lojas internacionais estão justamente os celulares, que podem ser muito mais caros aqui no Brasil por causa dos impostos para essa categoria de produto. Em uma comparação simples, um smartphone original no AliExpress que é vendido pelo fabricante em torno de R$ 1.500,00, pode custar de R$ 2.000,00 a quase R$ 3.000,00 em lojas brasileiras. 

Portanto, a possibilidade de economizar na compra de um smartphone é o que mais chama a atenção dos consumidores que realizam importações através desses sites. E essa oportunidade de economia pode ser obtida também através dos cupons de desconto. Diversas lojas internacionais oferecem tipos variados de cupons de desconto, incluindo frete grátis, desconto para a primeira compra e a possibilidade de economizar em produtos selecionados. Todas essas vantagens atraem aqueles que procuram por celulares tecnológicos, mas querem economizar.

É importante considerar que um dos motivos para os celulares ficarem tão caros aqui no Brasil é a alta do dólar. No final de 2021 o dólar registrou a sua quinta alta anual diante do real e isso trouxe diversas consequências para o país, como maior custo para importar celulares, que são em grande parte produzidos no mercado externo e dependem de peças fabricadas em países como a China. Portanto, as lojas que vendem produtos de grandes marcas aqui no Brasil tiveram mais dificuldade em comprar esses aparelhos devido ao dólar em alta e à excessiva taxação que é realizada no país.

Modelos e tecnologias exclusivas também são atrativos

Além da diferença de preço dos aparelhos celulares vendidos no exterior, outro atrativo para os consumidores brasileiros são os modelos e tecnologias exclusivas que são oferecidos pelos fabricantes no mercado externo.

Embora muitas marcas, modelos e tecnologias já estejam disponíveis nas lojas brasileiras, ainda há aparelhos que só vendem no mercado externo e isso chama a atenção dos consumidores que procuram por aparelhos específicos. 

A Apple, por exemplo, é uma das fabricantes e lojas que vendem todas as linhas de smartphones no mercado internacional e aqui no Brasil. Por meio de suas diversas lojas espalhadas em shoppings centers e centros urbanos do país, é possível encontrar diversos modelos de iPhone. 

Contudo, marcas como a Xiaomi, por exemplo, possuem poucas lojas no Brasil e isso torna mais difícil para que os consumidores encontrem os produtos vendidos pela empresa no mercado nacional. O mesmo se repete com a Poco, que é uma marca desenvolvida pela Xiaomi e que não conta com lojas físicas para que os consumidores tenham acesso a seus produtos.

Por isso, a busca por determinadas tecnologias como câmeras mais inteligentes, aparelhos dobráveis, telas mais resistentes, acessórios diferentes, melhor conectividade e transmissão de dados, e por modelos específicos, faz com que os celulares estejam entre os produtos líderes de importação no Brasil.

Foto de Lisa Fotios no Pexels

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code