Chegada do coronavírus fecha clubes de dançarinas em Bangcoc

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 29 de maio de 2020 as 14:09, por: CdB

A portas fechadas, elas treinam para o dia em que as restrições sanitárias forem suspensas e o turismo voltar, mas não têm ideia de quando e temem que Patpong, o infame bairro da luz vermelha da cidade, esteja muito diferença a essa altura.

Por Redação, com Reuters – de Bangcoc

As máscaras de couro que as dançarinas May e Som usam em suas apresentações de fetiche em Bangcoc definitivamente não são do tipo que detém o coronavírus.

Tela mostra mulher dançando em bairro do sexo em Bangcoc
Tela mostra mulher dançando em bairro do sexo em Bangcoc

A portas fechadas, elas treinam para o dia em que as restrições sanitárias forem suspensas e o turismo voltar, mas não têm ideia de quando e temem que Patpong, o infame bairro da luz vermelha da cidade, esteja muito diferença a essa altura.

– Este tipo de lugar será o último a reabrir – disse May, de 31 anos. Assim como Som, ela atende somente pelo apelido tailandês.

– Mesmo quando reabrir, os clientes temerão por sua segurança – disse ela no clube BarBar, que assim como outros, como o “Bada Bing” e o “Fresh Boys”, está fechado.

A Tailândia interditou bares e clubes em meados de março, quando os casos de coronavírus dispararam, e também os voos internacionais, detendo o turismo que fez de Bancoc a cidade mais visitada do mundo durante quatro anos.

Mas os moradores dizem que o declínio do bairro da luz vermelha, que floresceu nos anos 1970 como ponto de parada para forças norte-americanas na Indochina, já havia começado.

Covid-19

– Esta covid-19 é um acelerador da mudança – disse o austríaco Michael Ernst, ex-proprietário de bar que frequenta o bairro há 25 anos e abriu o Museu Patpong semanas antes de o novo coronavírus chegar ao país.

– O go-go bar e seu conceito muito unidimensional de um palco e mulheres dançando nele com um número. Acho que isso já acabou, é que eles ainda não sabem disso.

O número de tais estabelecimentos em Patpong diminuiu ao longo dos últimos anos, já que o negócio migrou para outras partes de Bancoc ou para a internet e o turismo sexual se tornou uma parte menor da indústria turística da Tailândia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *