Chelsea recebe autorização para contratar na janela de transferência

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 6 de dezembro de 2019 as 13:22, por: CdB

O time do oeste de Londres, campeão da Liga Europa na temporada passada, havia recebido uma punição da Fifa por duas janelas de transferência por violar regras de transferência internacional.

Por Redação, com Reuters – de Londres

O Chelsea recebeu nesta sexta-feira uma autorização para fazer contratações na janela de transferência de janeiro, depois que a Corte Arbitral do Esporte (CAS) diminuiu pela metade uma proibição de transferências imposta ao clube em fevereiro.

O Chelsea recebeu nesta sexta-feira uma autorização para fazer contratações na janela de transferência de janeiro
O Chelsea recebeu nesta sexta-feira uma autorização para fazer contratações na janela de transferência de janeiro

A CAS disse em um comunicado que também reduziu pela metade a multa equivalente a US$ 300.840 do Chelsea.

O time do oeste de Londres, campeão da Liga Europa na temporada passada, havia recebido uma punição da Fifa por duas janelas de transferência por violar regras de transferência internacional e por registrar jogadores de menos de 18 anos de idade.

O time

O time fora submetido a uma proibição na última pré-temporada.

“O (Chelsea) está proibido de registrar qualquer jogador novo, seja nacional ou internacionalmente, por um período inteiro de registro, que o clube já cumpriu durante o período de registro do verão de 2019”, disse a CAS.

A equipe, atualmente em quarto lugar na liga inglesa, havia feito uma apelação à CAS em junho.

Após uma investigação minuciosa sobre o registro de jogadores em sua academia, a Fifa declarou que o Chelsea violou o artigo 19 dos regulamentos no caso de 29 jogadores menores de idade.

A entidade disse que o time também violou um artigo relacionado a acordos que concluiu ligados a menores de idade que lhe permitiram influenciar outro clubes em questões de transferência.

A CAS disse que a violação envolveu “um número significativamente menor de jogadores”.

Everton demite português Marco Silva

O Everton anunciou a demissão do técnico Marco Silva na quinta-feira, um dia depois da equipe voltar à zona de rebaixamento do Campeonato Inglês após a derrota por 5 a 2 para o Liverpool no clássico da cidade.

O português, que chegou ao Goodison Park em maio de 2018, deixa o time na 18ª posição da tabela, com 14 pontos, depois da nona derrota em quinze partidas da liga nesta temporada.

“O Everton Football Club pode confirmar que o técnico Marco Silva deixou o clube”, informou uma nota no website do time.

“O acionista majoritário Farhad Moshiri, o presidente Bill Kenwright e o Conselho de Diretores gostariam de agradecer Marco por seus serviços nos últimos 18 meses e desejá-lo boa sorte no futuro”, acrescentou a nota.

“Duncan Ferguson assume temporariamente a direção da equipe principal e será o técnico contra o Chelsea no próximo sábado. O clube quer confirmar um novo treinador permanente o mais rápido o possível.”

Segundo relatos na mídia, Silva chegou a sobreviver a uma rodada conversas emergenciais entre a diretoria do clube depois de perder em casa para o Norwich City no mês passado, mas sua saída foi inevitável após as derrotas para o Leicester City e o Liverpool.

Na quarta-feira o Everton levou cinco gols do Liverpool pela primeira vez desde 1982, e o português admitiu que seus jogadores cederam à pressão da torcida e da equipe adversária em Anfield.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *