China desenvolve sistema de IA capaz de ameaçar satélites inimigos

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 14 de junho de 2022 as 11:57, por: CdB

De acordo com a equipe chinesa, os satélites caçadores aprenderam rapidamente técnicas e táticas sofisticadas, melhorando assim sua capacidade de evasão. A inteligência artificial desenvolvida pelos chineses foi capaz de aprender táticas de cooperação.

Por Redação, com Reuters – de Pequim

Uma equipe de pesquisadores chineses afirma ter criado um sistema de inteligência artificial antissatélite capaz de “enganar” e desativar satélites inimigos.

China desenvolve sistema de inteligência artificial capaz de ameaçar constelação Starlink dos EUA

De acordo com o jornal SCMP, durante uma simulação, o sistema chinês ordenou a três pequenos satélites que se aproximassem e capturassem um alvo por diversas vezes, até que em um determinado momento, o satélite-alvo aprendeu a detectar a ameaça.

Contudo, mesmo detectando a ameaça, o satélite foi incapaz de perseguir os sistemas chineses, que por sua vez, alteraram repentinamente suas rotas, enganando o satélite-alvo.

O professor de astronáutica e autor principal do estudo, Dang Zhaohui, afirmou que as estimativas apontam para um novo tipo de guerra espacial em que não haverá lugar para os humanos, pois a inteligência artificial controlará tanto os alvos quanto os “caçadores”.

De acordo com a equipe chinesa, os satélites caçadores aprenderam rapidamente técnicas e táticas sofisticadas, melhorando assim sua capacidade de evasão.

Inteligência artificial

A inteligência artificial desenvolvida pelos chineses foi capaz de aprender táticas de cooperação, planejamento antecipado, além da habilidade de enganar o inimigo.

Anteriormente, Pequim informou que seu Exército era capaz de desativar ou destruir os satélites Starlink da empresa norte-americana SpaceX, caso ameaçassem a segurança nacional do país.

“É necessário adotar uma combinação de métodos de eliminação suave e dura, para fazer com que alguns satélites Starlink percam suas funções e destruam o sistema operacional da constelação”, destacaram os pesquisadores chineses.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code