China exige teste anal de covid-19 de viajantes internacionais

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 5 de março de 2021 as 12:21, por: CdB

Com o intuito de combater a propagação do coronavírus SARS-CoV-2, o governo chinês exigirá que viajantes internacionais sejam submetidos a teste anal de covid-19 ao chegarem a certos aeroportos de seu país.

Por Redação, com Sputnik – de Pequim

Com o intuito de combater a propagação do coronavírus SARS-CoV-2, o governo chinês exigirá que viajantes internacionais sejam submetidos a teste anal de covid-19 ao chegarem a certos aeroportos de seu país.

O governo chinês exigirá que viajantes internacionais sejam submetidos a teste anal de covid-19

Embora relatos de que diplomatas norte-americanos teriam sido obrigados a fazer teste anal de covid-19 na China tenham sido negados, medida poderia se tornar obrigatória no país.

A notícia, difundida pelo jornal The Times, surgiu enquanto o Japão pede que Pequim abandone tal prática.

Tóquio pediu oficialmente para que os cidadãos japoneses fossem excluídos da regra, afirmando que alguns dos que passaram pelo teste apresentaram “sofrimento psicológico”.

A medida

Os primeiros relatos de que a China estava se preparando para proceder com a medida ecoaram ainda em janeiro.

Em publicação de 26 de janeiro deste ano na revista Newsweek, o especialista sanitário chinês Li Tongzeng, do Hospital You’an de Pequim, havia ressaltado as vantagens do tipo de análise biológica.

– Em alguns casos assintomáticos ou em indivíduos com sintomas amenos, eles (pacientes) tendem a se recuperar da doença muito rapidamente. É possível que não haja nenhum vestígio do vírus em sua garganta depois de três a cinco dias (…) O que nós descobrimos foi que, em alguns pacientes infectados, o coronavírus sobrevive por um período mais longo no intestino ou excrementos do que no aparelho respiratório – afirmou o especialista.

Tem se recorrido a essa prática no interior da China desde 2020, inclusive na cidade de Xangai, apesar de ser aplicada apenas a cidadãos em áreas onde a covid-19 apresenta grande potencial de surto.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code