China diz que proposta de legislação dos EUA contra Huawei e ZTE é ‘histeria’

Arquivado em: Destaque do Dia, Internet, Tecnologia, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 17 de janeiro de 2019 as 11:27, por: CdB

Os projetos de lei citam especificamente a ZTE e a Huawei, ambas consideradas sob suspeita pelos Estados Unidos por causa de temores de que seus produtos possam ser usados para espionar norte-americanos.

Por Redação, com Reuters – de Pequim

O Ministério de Relações Exteriores da China disse nesta quinta-feira que proposta de legislação dos Estados Unidos contra Huawei, ZTE e outras fabricantes chinesas de equipamentos para telecomunicações é “histeria” e pediu para os congressistas norte-americanos não levarem adiante a ideia.

Os projetos de lei citam especificamente a ZTE e a Huawei, ambas consideradas sob suspeita pelos Estados Unidos

A porta-voz do ministério Hua Chunying fez o comentário durante entrevista coletiva regular realizada em Pequim.

Na quarta-feira, um grupo bipartidário de parlamentares dos EUA propôs leis que vão proibir a venda de chips norte-americanos ou outros componentes para a Huawei Technologies  ZTE ou outras companhias chinesas que violam sanções dos EUA ou regras de controle de exportações.

Os projetos de lei citam especificamente a ZTE e a Huawei, ambas consideradas sob suspeita pelos Estados Unidos por causa de temores de que seus produtos possam ser usados para espionar norte-americanos.

IAC processa cofundador do Tinder

A empresa de relacionamentos online Match Group e seu proprietário, a IAC/InterActiveCorp, entraram com uma ação na terça-feira acusando Sean Rad, um ex-funcionário conhecido por cofundar o popular serviço de encontros Tinder, de roubar arquivos da empresa e outras informações proprietárias.

O processo, aberto na corte estadual em Manhattan, ocorreu seis meses depois que Rad e outros cofundadores do Tinder processaram a IAC, acusando-a de deflacionar o valor do Tinder para evitar o pagamento a eles.

O Tinder é um dos vários serviços de relacionamento sob o guarda-chuva do Match Group, que é na sua maioria de propriedade da IAC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *