Chuva de meteoro no céu de abril tem Lua como protagonista

Arquivado em: Destaque do Dia, Meio Ambiente, Mundo, Natureza, Últimas Notícias, Universo
Publicado domingo, 7 de abril de 2019 as 14:09, por: CdB

Os que observarem o céu noturno no dia 11 de abril verão dois dos objetos celestiais mais brilhantes e avermelhados se juntarem na mesma parte do espaço. Marte se aproximará da estrela Aldebaran.

 

Por Redação, com Sputniknews – de São Paulo

 

O mês de abril oferece uma esplêndida oportunidade aos entusiastas de fenômenos astronômicos, pois está com a agenda lotada de eventos “do outro mundo”, incluindo a espetacular chuva de meteoros Líridas.

As chuvas de meteoros podem ser vistas no céu noturno, ao longo deste mês
As chuvas de meteoros podem ser vistas no céu noturno, ao longo deste mês

Especialistas da revista National Geographic fizeram uma lista dos eventos celestes que serão observados nos céus durante este mês, tendo a Lua como protagonista.

Os que observarem o céu noturno no dia 11 de abril verão dois dos objetos celestiais mais brilhantes e avermelhados se juntarem na mesma parte do espaço. Marte se aproximará da estrela Aldebaran, uma estrela vermelha que é a mais brilhante da constelação de Touro.

Estrelas

O duo celestial estará posicionado a cerca de sete graus de distância. O tamanho do Planeta Vermelho é um terço do da Terra e está a aproximadamente 58 milhões de quilômetros de distância, enquanto Aldebaran é uma estrela gigante muitas vezes maior que o Sol.
Chuva de meteoros Líridas

A espetacular chuva de meteoros Líridas atingirá seu pico na madrugada de 21 para 22 deste mês. Os meteoros das Lirídeas são visíveis a partir da constelação de Lyra, que dá o nome à chuva de meteoros. Nessa noite será possível observar entre 15 a 20 estrelas cadentes por hora.

No entanto, a visibilidade das estrelas cadentes mais fracas ao amanhecer será prejudicada pelo brilho lunar, sendo que elas poderão ser vistas melhor nas noites mais escuras dos dias 21 e 22.

Saturno

No dia 23 de abril será possível ver como a Lua minguante se aproximará de Júpiter de tal forma que ambos os corpos se encontrarão a uma distância de dois graus.

Este encontro celestial oferecerá uma grande oportunidade para tirar fotos do ‘casal’, cerca de 45 minutos antes do nascer do Sol.

Já no dia 25 deste mês, será a vez de Saturno se encontrar com o satélite da Terra no céu. A Lua brilhante irá posicionar-se a menos de meio grau do planeta anelado ao amanhecer. Caso tenha um telescópio, poderá observar os famosos anéis que rodeiam Saturno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *