Chuvas deixam o Rio em estágio de atenção

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 11 de fevereiro de 2020 as 10:26, por: CdB

O Rio de Janeiro amanheceu nesta terça-feira com sete bolsões de acúmulo de água, após as chuvas moderadas a fortes que atingiram a cidade desde a tarde de segunda.

Por Redação, com ABr – do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro amanheceu nesta terça-feira com sete bolsões de acúmulo de água, após as chuvas moderadas a fortes que atingiram a cidade desde a tarde de segunda. O sistema de alerta da prefeitura permanece em Estágio de Atenção, o terceiro numa escala de cinco, que indica que regiões da cidade registraram ocorrências que afetam a rotina da população. O estágio foi acionado às 15h20 de segunda-feira.

Fortes chuvas e ventos causam transtornos no Centro do Rio de Janeiro
Fortes chuvas e ventos causam transtornos no Centro do Rio de Janeiro

A previsão para esta terça é de tempo instável com predomínio de céu encoberto, com chuva moderada a forte e ventos moderados, ocasionalmente fortes. A temperatura diminuiu em relação a segunda-feira e varia entre a 19° Celsius e 28°C. A recomendação da prefeitura é para que se evite deslocamentos. Moradores de áreas de risco devem ficar atentos aos alertas sonoros.

As precipitações permaneceram por toda a noite e madrugada e por volta de 5h ainda havia interdições provocadas pelas chuvas na Avenida Ministro Ivan Lins, altura do hotel Ibis, na Barra da Tijuca, sentido São Conrado; na Estrada da Barra da Tijuca, no Itanhangá; na Rua Escultor Leão Veloso, entre as ruas Demétrio de Toledo e Soldado Wandel Sarmento, em Tauá; na Rua Campo Mourão, em Inhoaíba; na auto estrada Lagoa-Barra, altura do Condomínio Village, em São Conrado, sentido Gávea; na Avenida Borges de Medeiros, altura do Clube Piraquê, sentido Túnel Rebouças; e na Estrada do Magarça, no Jardim Maravilha.

Árvores caem

Segundo o Centro de Operações Rio (COR), desde a tarde anterior foram registrados 84 pontos de bolsões d’água e sete quedas de árvores. Houve deslizamento na Estrada das Furnas, altura da Estrada da Dona Castorina, que ocupou uma faixa. Agora pela manhã, por volta das 7h, uma estrutura metálica interditou a pista central da Avenida Francisco Bicalho, no centro. A pista já foi liberada.

O sistema de sirenes do Alerta Rio foi acionado na Mangueira, das 19h20 às 23h, onde o acumulado de chuva em uma hora foi superior a 44,5 milímetros (mm), e na Rocinha, desde 0h52, com chuva nas últimas 24 horas superior a 129mm. Os locais que tiveram os maiores acumulados de chuva entre 15h de segunda e 5h desta terça-feira foram a Rocinha (128,2 mm),  Jardim Botânico (118,8 mm) e o Alto da Boa Vista (114,6 mm).

No registro de uma hora, as maiores concentrações da precipitação ocorreram na Ilha do Governador, com 69,2 mm às 17h; em Santa Cruz, com 45,6 mm às 15h45; e em São Cristóvão, com 34,8 mm às 19h30.

Segundo a previsão do tempo do Centro de Operações Rio, o tempo permanecerá instável e com chuva fraca a moderada até a próxima sexta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *