Ciclone atinge Comores e segue para Moçambique

Arquivado em: África, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 25 de abril de 2019 as 13:53, por: CdB

Em Comores, os ventos causaram blecautes generalizados na parte norte da ilha principal, Grande Comore, na capital Moroni e na ilha de Anjouan, segundo moradores.

Por Redação, com Reuters – de Moroni

O ciclo Kenneth, com ventos de até 140 quilômetros por hora, atingiu na madrugada a nação-ilha de Comores, no leste africano, deixando três mortos, disseram autoridades nesta quinta-feira, e se deslocou para Moçambique, já vitimado por inundações.

Ciclone Kenneth atinge Comores e segue para Moçambique

Em Comores, os ventos causaram blecautes generalizados na parte norte da ilha principal, Grande Comore, na capital Moroni e na ilha de Anjouan, segundo moradores.

O ciclone seguia para Moçambique na tarde local desta quinta-feira, pouco mais de um mês depois de o ciclone Idai assolar o centro do país, praticamente arrasando a cidade portuária de Beira, inundando uma área do tamanho de Luxemburgo e matando mais de mil pessoas em toda a região.

O Kenneth pode ganhar força antes de chegar ao continente, disse Dipuo Tawana, meteorologista do Serviço Climático Sul-Africano.

Ele pode provocar ondas de sete a nove metros e marés de tempestade de três metros, disse ela, e provavelmente estacionará sobre Moçambique, causando chuvas até o final da noite de segunda-feira e criando o risco de grandes inundações.

– A precipitação que prevemos para os próximos quatro dias na parte nordeste de Moçambique (…) é de 500 a mil milímetros de chuva – disse Dipuo.

Na quarta-feira, as autoridades moçambicanas disseram que cinco rios transbordaram, além de canais litorâneos, e que a tempestade ameaça mais de 680 mil pessoas.

A empresa de energia Anadarko, que está desenvolvendo grandes campos de gás natural no litoral de Moçambique, disse que suspendeu o transporte aéreo que parte e chega ao local por precaução.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *