Cientistas revelam que pode haver vida nas nuvens de Júpiter

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 29 de junho de 2021 as 10:20, por: CdB

Uma equipe internacional de cientistas concluiu que a quantidade de água presente na atmosfera de Vênus é tão baixa que nem sequer os micróbios mais tolerantes à seca da Terra poderiam sobreviver nela, segundo novo estudo.

Por Redação, com Sputnik – de Washington

Novo estudo descarta a possibilidade de vida na atmosfera de Vênus, porém sugere que o caso de Júpiter “parece ser muito mais otimista”.

Astrônomos revelam que pode haver vida nas nuvens de Júpiter

Uma equipe internacional de cientistas concluiu que a quantidade de água presente na atmosfera de Vênus é tão baixa que nem sequer os micróbios mais tolerantes à seca da Terra poderiam sobreviver nela, segundo novo estudo.

Os resultados parecem contradizer a pesquisa publicada em 2020 por outro grupo de cientistas, que informou sobre a descoberta de gás fosfina (PH3) nas nuvens de Vênus, um dos potenciais marcadores biológicos, e substâncias químicas que podem evidenciar a presença de organismos microbianos.

O novo estudo, publicado na revista Nature Astronomy, analisou dados de diversas sondas espaciais enviadas a diferentes planetas do Sistema Solar e que sobrevoaram a atmosfera de Vênus, coletando dados sobre a temperatura, umidade e a pressão nas espessas nuvens de ácido sulfúrico que cercam este planeta.

A partir destes dados, os cientistas calcularam a chamada atividade da água e a pressão do vapor d’água dentro das moléculas nas nuvens.

– Quando observamos a concentração efetiva de moléculas d’água nestas nuvens, descobrimos que era 100 vezes mais baixa para que sobrevivessem, inclusive os organismos terrestres mais resistentes – afirmou o microbiólogo John Hallsworth, da Universidade Queen de Belfast e autor principal do estudo.

O especialista ainda afirmou que, na Terra, os microrganismos podem sobreviver e proliferar em gotas d’água na atmosfera a temperaturas de até, 40 graus Celsius e uma atividade d’água de ao menos 0,585. Ora, o nível de atividade nas nuvens de Vênus é de 0,004.

Chances de haver vida em Júpiter

Entretanto, os pesquisadores também analisaram dados de outros planetas e descobriram que as nuvens de Júpiter fornecem atividade suficiente d’água e temperatura para teoricamente sustentar a vida.

– Júpiter parece muito mais otimista (…) Há ao menos uma camada de nuvens de Júpiter onde se cumprem os requisitos d’água – afirmou o astrobiólogo da NASA Chris McKay, coautor do estudo.

Porém, os altos níveis de radiação ultravioleta ou a falta de nutrientes poderiam impedir que a vida potencial prospere em Júpiter, e então, mais medições seriam necessárias para determinar se realmente poderia abrigar seres vivos.

Hallswoth adicionou que esta técnica utilizada para calcular a atividade d’água poderia ajudar a determinar a habitabilidade dos exoplanetas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code