Cineasta Cadu Barcellos é assassinado no Rio 

Arquivado em: Destaque do Dia, Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 11 de novembro de 2020 as 11:26, por: CdB

Cadu Barcellos, de 34 anos de idade, foi morto a facadas na madrugada desta quarta-feira, no Centro do Rio de Janeiro. O cineasta foi rendido próximo de uma saída do metrô, Ele ainda teria gritado por socorro.

Por Redação, com Sputnik – do Rio de Janeiro

Cadu Barcellos, de 34 anos de idade, foi morto a facadas na madrugada desta quarta-feira, no Centro do Rio de Janeiro.

Cineasta Cadu Barcellos é assassinado no Centro do Rio de Janeiro
Cineasta Cadu Barcellos é assassinado no Centro do Rio de Janeiro

De acordo com o portal G1, o cineasta foi esfaqueado na Avenida Presidente Vargas, no Centro do Rio.

– Cadu foi assassinado possivelmente por conta de um celular, um Riocard, e um punhado de reais – afirmou o amigo da vítima William Oliveira.

O cineasta foi rendido próximo de uma saída do metrô, no Centro da cidade. Ele ainda teria gritado por socorro por volta das 03h30, mas caiu metros depois, falecendo no local.

Carlos Eduardo Barcellos Sabino era casado e tinha um filho de dois anos.

Cadu Barcellos foi codiretor do longa Cinco vezes favela – agora por nós mesmos e realizou trabalhos para a televisão e para a Internet.

Além do longa Cinco vezes favela – Agora por nós mesmos, Cadu integrou a equipe que escreveu e dirigiu o filme 5x Pacificação, além de participar da equipe de pesquisa do documentário Favela Gay e ser assistente de direção do canal Porta dos Fundos.

Instituição Redes da Maré

Nas redes sociais, a instituição Redes da Maré disse que “amanhece em luto pelo assassinato brutal do jovem e nosso querido amigo Cadu Barcellos. Nosso amor à família, que faz parte da nossa história, aos amigos e parceiros desse jovem que tanto produziu pelo nosso território”.

A Polícia Militar confirmou a morte e disse que encaminhou o caso à Delegacia de Homicídios. A Polícia Civil disse que abriu um inquérito para apurar as circunstâncias do crime e informou que a perícia constatou “ferimentos provocados por instrumento perfurocortante, sobretudo na região do tórax”. A corporação disse ainda que testemunhas serão ouvidas para esclarecer o caso e identificar o autor do crime.