Ciro se afasta ainda mais do PT depois de declaração de Hoffmann

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado sábado, 5 de maio de 2018 as 18:28, por: CdB

Presidenciável do PDT, Ciro Gomes busca, agora, os votos dos petistas; embora se distancie da legenda.

 

Por Redação – do Rio de Janeiro

 

Pré-candidato do PDT à presidência da República, Ciro Gomes disse a interlocutores, neste sábado, que “tem pena” da presidente do PT, Gleisi Hoffmann (PT-PR).

Ciro Gomes busca os votos do PT, mas não quer acordo com a legenda
Ciro Gomes busca os votos do PT, mas não quer acordo com a legenda

Ela afirmou, na véspera, que uma possível aliança em que o PT ocuparia a vice de Ciro; numa chapa presidencial não passaria nem com “reza brava”. Hoffmann respondeu à declaração do ex-governador baiano Jaques Wagner; que negocia a aproximação com o pedetista.

Cabresto

Neste sábado, Ciro reagiu.

— Vou ter paciência, respeito e compreendo o drama do PT. E tenho pena de uma pessoa da responsabilidade da presidente nacional do PT dizer uma coisa dessas — disse Ciro, a jornalistas.

Ainda segundo o presidenciável, “ara se ver como é questão de dar pena, meu partido, o PDT, portanto, eu, estou apoiando quatro dos cinco dos principais candidatos a governador do PT”.

— Minha crença é que a população brasileira não é um eleitorado de cabresto; nem meu nem de ninguém. Eu vou tocar o meu bonde — afirmou.

Burrice

Ciro sugere que espera o apoio de eleitores do PT; mas não mais uma aliança formal com o partido. O ex-governador cearense também se negou a assumir, publicamente, um compromisso que estaria em negociação, nos bastidores, segundo apurou a reportagem do Correio do Brasil, de conceder um eventual perdão presidencial ao ex-presidente Lula; atualmente preso, em Curitiba.

— O presidente Lula está a meio caminho de recursos (na Justiça). Se a burocracia do PT cria uma campanha pelo indulto; o que ela está dizendo? Que o Lula será condenado em última instância. Isso nega a estratégia dos advogados do Lula. A sentença contra o Lula é injusta e a prova é frágil. Eu não vou cair nessa burrice — concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *