Ciro quebra o silêncio e volta a bater em Bolsonaro: ‘Fascista’

Arquivado em: Brasil, Últimas Notícias
Publicado domingo, 14 de outubro de 2018 as 13:17, por: CdB

“Ele é uma pessoa que nunca administrou um boteco dos pequenos, para saber o que um constrangimento orçamentário”, afirmou Ciro Gomes.

 

Por Redação – de São Paulo

 

Após um breve retiro para descansar da campanha que o levou ao terceiro lugar no primeiro turno das eleições brasileiras, o ex-governador do Ceará Ciro Gomes (PDT) bateu pesado no candidato neofascista, Jair Bolsonaro (PSL), que lidera as pesquisas de intenção de votos para o segundo turno, que ocorrerá em menos de duas semanas.

O ex-governador Ciro Gomes (PDT) precisou ser internado para cuidados com o sistema vascular

Ciro Gomes falou, neste domingo, sobre o processo eleitoral, em sua conta em uma rede social. Ele críticou Bolsonaro por suas posições sectárias. “Bolsonaro é a promessa certa de uma crise. #DemocraciaSim”, postou o pedetista em seu Twitter.

Saúde

— Eu acho uma grave ameaça, pelo extremismo. Ele é uma pessoa que nunca administrou um boteco dos pequenos, para saber o que um constrangimento orçamentário. Como todo fascista, ele tem muita dificuldade de lidar com o antagonismo, com a crítica, portanto é uma promessa certa de uma crise, de rupturas, que sabe-se lá para que caminho vai — disse, em seguida, em uma entrevista à mídia conservadora.

O presidenciável para 2022, com campanha lançada por seu partido logo após o resultado das urnas, retirou-se também para o cuidado com a saúde. Ele chegou a ser internado, no início do mês, para cuidados com o sistema vascular.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *