Colisão de trem com van escolar deixa crianças mortas na Índia

Arquivado em: Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 26 de abril de 2018 as 11:04, por: CdB

A polícia está investigando a causa do acidente ocorrido no Estado de Uttar Pradesh, mas autoridades disseram que o motorista do veículo escolar seria o responsável pela segurança

Por Redação, com Reuters – de Mumbai:

Um trem atingiu uma van escolar em um cruzamento da linha férrea na Índia nesta quinta-feira, matando 13 crianças, no segundo grande acidente envolvendo estudantes em pouco mais de duas semanas no país.

Pessoas se aglomeram em volta de van escolar após acidente com trem em Uttar Pradesh, na Índia

A causa do acidente

A polícia está investigando a causa do acidente ocorrido no Estado de Uttar Pradesh; mas autoridades disseram que o motorista do veículo escolar seria o responsável pela segurança em cruzamentos sem a presença de fiscais.

– Os trens não são responsáveis no caso de cruzamentos de nível sem vigilância – disse Ashwani Lohani, presidente da agência do governo responsável pelas ferrovias.

O ministro-chefe do Estado, Yogi Adityanath, disse a repórteres no local; que o acidente pode ter sido resultado de negligência por parte do motorista, que; segundo ele, estaria usando fones de ouvido na ocasião.

Além dos 13 mortos, 8 crianças e o motorista ficaram feridos e foram hospitalizados; informou a polícia. Havia 22 crianças no veículo.

Indenização

O ministro das Ferrovias, Piyush Goyal, disse que um inquérito; já foi ordenado e que seu ministério pagará indenização às famílias dos mortos.

Lohani disse que, no longo prazo, a solução é a substituição de todos os cruzamentos sem vigilância; na gigantesca malha ferroviária indiana por pontes ou túneis. “Estamos trabalhando nisso, mas levará tempo”.

No dia 9 de abril ao menos 24 crianças e três adultos morreram; quando um ônibus escolar despencou de uma estrada em uma montanha em Himachal Pradesh, Estado do norte indiano.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *