Confronto entre milícias deixa pelo menos 12 mortos no Congo

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado sábado, 10 de maio de 2003 as 16:57, por: CdB

Pelo menos doze pessoas morreram em um mercado municipal na cidade de Bunia, no nordeste da República Democrática do Congo, neste sábado, depois de um encontro de milícias rivais.

Moradores do local dizem que o número de mortes pode ficar em torno de 40.

As milícias, das etnias Hema e Lendu, estão lutando pelo controle da região.

O diretor das operações de paz da ONU, Jean-Marie Guehenno, alertou que a cidade está à beira de uma “catástrofe humanitária”.

Ajuda

Um grupo de agentes humanitários teve que sair da cidade por causa da “deteriorização das condições de segurança”.

O chefe do escritório de ajuda humanitária na capital Kinshasa disse que aproximadamente 50 trabalhadores e suas famílias foram forçados a deixar a região, mas que alguns ainda resistem.

Desde o começo do conflito, aproximadamente 600 agentes da Organização das Nações Unidas (ONU) já deixaram a área.

O suprimento de alimentos e água na cidade está extremamente baixo, de acordo com a ONU. Em pouco tempo, também os remédios podem chegar ao fim.

Armazéns e escritórios estão sendo saqueados enquanto os combatentes, a maioria adolescentes, tomam as ruas.

Desde 1999, mais de 50 mil pessoas podem ter morrido na região vítimas dos combatentes.