Copom tende a baixar juros em mais de 0,5%

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado segunda-feira, 17 de julho de 2006 as 11:27, por: CdB

A reunião que o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central realiza entre estas terça e quarta-feiras reduzirá em mais meio ponto percentual a taxa básica de juros (Selic) que atualmente é de 15,25% e deve cair para 14,75%. Essa é a estimativa de uma centena de analistas de mercado e de instituições financeiras, consultados pelo BC para sentir as tendências dos principais indicadores da economia. A pesquisa é publicada no boletim Focus, divulgado sempre no primeiro dia útil da semana seguinte.

De acordo com o boletim, a perspectiva da maioria dos economistas da iniciativa privada é de que os juros caiam 0,5 agora e mais 0,25 no final de agosto, com possibilidade de encerrar o ano em 14,25%, e caindo para 13% no final de 2007. A projeção é igual à da semana anterior. De modo geral, as previsões do mercado foram mantidas em relação à pesquisa da semana passada, salvo quanto ao crescimento da produção industrial, cuja previsão caiu de 4,21% para 4,17%; e quanto à perspectiva de entrada de investimento estrangeiro direto no setor produtivo, que aumentou de US$ 15 bilhões para US$ 15,4 bilhões no ano.

O saldo da balança comercial (exportações menos importações) deve ser mesmo de US$ 40 bilhões; o saldo das transações comerciais e financeiras com o exterior ficará em torno de US$ 9 bilhões; e o valor do dólar no final de 2006 será de R$ 2,20. Os especialistas também mantiveram a projeção de 3,60% para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todas as riquezas produzidas no país, e projeta que a dívida líquida do setor público será equivalente a 50,50% do PIB no final do ano, com possibilidade de cair para 49,20% no final de 2007.