Coreia do Norte reabre comunicação de fronteira com Seul

Arquivado em: América do Norte, Ásia, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 3 de janeiro de 2018 as 08:49, por: CdB

A decisão de Pyongyang de abrir a linha telefônica de fronteira aconteceu um dia depois que a Coreia do Sul propôs conversas de alto nível com o vizinho do Norte

Por Redação, com Reuters – de Seul:

A Coreia do Norte reabriu nesta quarta-feira uma linha de comunicação de fronteira com a Coreia do Sul; que estava fechada há muito tempo, horas após o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump; aparentemente ironizar o líder norte-coreano, Kim Jong Un, ao dizer que tem um botão nuclear “maior e mais poderoso” do que ele.

A Coreia do Norte reabriu nesta quarta-feira uma linha de comunicação de fronteira com a Coreia do Sul

A decisão de Pyongyang de abrir a linha telefônica de fronteira aconteceu um dia depois que a Coreia do Sul; propôs conversas de alto nível com o vizinho do Norte; em meio a um tenso impasse sobre os programas nuclear e de míssil norte-coreanos.

Proposta

Essa proposta veio após o pronunciamento de Ano Novo do líder norte-coreano Kim; no qual ele disse que estava aberto a conversar com Seul e que iria considerar enviar uma delegação para a Olimpíada de Inverno; que será realizada do outro lado da fronteira, em Pyeongchang, em fevereiro.

Kim ordenou a reabertura da linha de comunicação no vilarejo de trégua de Panmunjom às 4h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira; quando agentes sul-coreanos receberam uma ligação da Coreia do Norte na fronteira; afirmou o Ministério de Unificação da Coreia do Sul em mensagem.

As tensões na Península Coreana

As tensões na Península Coreana já estão altas desde que a reclusa e empobrecida Coreia do Norte acelerou os testes de seus programas nuclear; e de mísseis neste ano, desafiando a pressão internacional e sanções da Organização das Nações Unidas (ONU).

As deserções também ameaçam complicar os esforços sul-coreanos para realizar os Jogos de Inverno de 2018; que começam em Pyeongchang em fevereiro, sem sobressaltos.

Moon Jae-in

O presidente sul-coreano, Moon Jae-in, disse que propôs adiar grandes exercícios militares com os Estados Unidos para depois da Olimpíada na tentativa de melhorar as relações. Mas mais tarde autoridades de Seul disseram que qualquer adiamento proposto dependerá de Pyongyang não realizar quaisquer “provocações”.

Em uma nota publicada na Internet, o 8o Exército dos EUA disse; que “um número significativo de panfletos de propaganda e CDs norte-coreanos”; foram distribuídos em “locais estratégicos” de diversas bases militares norte-americanas na Coreia do Sul.A nota; pediu que as tropas relatem quaisquer indivíduos suspeitos para ajudar a combater “ameaças internas”; em potencial que poderiam prejudicar operações militares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *