Costa Rica resolve fechar zoológicos e libertar animais cativos

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado sábado, 22 de agosto de 2015 as 17:30, por: CdB

Por Redação, com agências internacionais – de San José

O governo da Costa Rica – protetorado norte-americano na América Central – anunciou, neste sábado, que será o primeiro país do mundo a fechar todos os zoológicos e libertar os animais cativos.

A Costa Rica é um países com um dos maiores níveis de biodiversidade no mundo
A Costa Rica é um países com um dos maiores níveis de biodiversidade no mundo

A Costa Rica é um país com uma das mais ricas biodiversidades do planeta, com 4% de todas as espécies conhecidas no mundo. Apesar da decisão do governo, amparada no Legislativo, os contratos com os parques e zoológicos têm, ainda, mais uma década de funcionamento garantido na Justiça. Após este período, segundo autoridades do país, o fechamento das instalações será imediato.

O movimento conservacionista Treehugger, em sua página na internet, também informa que a nação, que recentemente também proibiu a caça esportiva, buscará durante a próxima década o habitat mais natural possível para as espécies mantida em cativeiro, em qualquer lugar do mundo. A motivação principal para o ato humanitário é “transmitir ao mundo que o país respeita e cuida dos animais selvagens”.

Ministro costa-riquenho do Meio Ambiente, René Castro afirmou que o país está conseguindo “desmontar as jaulas e reforçar a ideia de interação com a biodiversidade em parques botânicos, de uma maneira natural”.

– Não queremos animais em cativeiros e encarcerados de modo algum, a não ser resgatá-los e guardá-los – afirmou Castro.

Esta iniciativa também protegerá a todos os tipos de animais que estejam em cativeiro e que não sobrevivam, sozinhos, em um ambiente natural. Nesses casos, os animais serão atendidos em instalações próprias para o resgate e o refúgio para a vida silvestre.