Covid-19: Campeonato Catarinense é suspenso

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 14 de julho de 2020 as 13:03, por: CdB

Em reunião realizada por videoconferência entre a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e a Federação Catarinense de Futebol (FCF) ficou definido a suspensão do Campeonato Catarinense por 14 dias.

Por Redação, com ABr – de Santa Catarina

Em reunião realizada por videoconferência entre a Secretaria Estadual de Saúde (SES) e a Federação Catarinense de Futebol (FCF) ficou definido na segunda-feira a suspensão do Campeonato Catarinense por 14 dias.

Competição havia sido retomada no último dia 8
Competição havia sido retomada no último dia 8

A medida foi tomada após ser constatado que jogadores e membros de comissão técnica envolvidos na competição contraíram o novo coronavírus (covid-19). Representantes dos clubes e do sindicato dos atletas também estiveram presentes ao encontro.

O caso que mais chamou a atenção foi o cancelamento do jogo entre Avaí e Chapecoense, na Ressacada, que estava marcado para o último domingo. Sem divulgar nomes, um dia antes do duelo, o Governo de Santa Catarina informou que 14 profissionais de um dos clubes haviam sido infectados, e que por isso a partida não deveria acontecer. Posteriormente, outros três confrontos marcados para o mesmo dia também foram adiados.

No grupo dos jogadores vítimas do coronavírus, o atacante Roberto, da Chapecoense, precisou ser internado em um hospital em Chapecó após seu teste dar positivo no último domingo. O jogador apresentou falta de ar leve e tosse.

Comissão de médicos de clubes

Com este cenário, uma comissão de médicos de clubes foi criada para elaborar um protocolo de segurança sanitária mais rígido. Em nota, a FCF esclareceu que novas avaliações deverão ser feitas para garantir a saúde de todos os integrantes da competição: “Foi ressaltado o esforço dos clubes e da entidade organizadora para desenvolver um protocolo minucioso e seguro para a realização das partidas, definindo que ele será aperfeiçoado para acompanhar o cenário atual e permitir a continuidade da competição”.

A superintendente de Vigilância em Saúde de Santa Catarina, Raquel Bittencourt, apoia a postura da federação: “É uma doença nova, com suas nuances e riscos diante de contato. Por isso, estaremos avaliando com esse grupo as medidas adotadas daqui para frente para atender aos clubes, garantido toda segurança aos funcionários e familiares”.

O Campeonato Catarinense foi retomado no último dia 8, após ser interrompido em março por conta da pandemia. Quatro partidas foram realizadas após o recomeço, todas válidas pelo primeiro jogo das quartas de final. Nesta terça-feira aconteceria o confronto marcado entre Tubarão e Concórdia. O duelo, no qual os times lutam contra rebaixamento, também será reprogramado.

CBF define duas janelas internacionais

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) estabeleceu as janelas internacionais de transferências deste ano. A primeira vai de 20 de julho (próxima segunda-feira) até 9 de agosto e a segunda de 9 de outubro a 9 de novembro. Segundo a entidade, as datas foram definidas “de forma consensual” com os times que disputam a Série A do Campeonato Brasileiro.

As datas foram reveladas, inicialmente, pelo vice-presidente do Atlético Mineiro, Lásaro Cândido, em postagem no Twitter. Minutos depois, a CBF oficializou a informação. A primeira janela complementa o período afetado pela pandemia do novo coronavírus (covid-19). Já a segunda é aquela que, a princípio, seria na metade deste ano e foi suspensa devido à paralisação do futebol. O calendário precisa, agora, ser chancelado pela Fifa, entidade máxima da modalidade.

Os clubes

Com isso, os clubes que buscaram reforços no exterior durante a suspensão do futebol no país poderão inscrevê-los a tempo para a disputa do Brasileirão, previsto para começar justamente em 9 de agosto. O Atlético Mineiro, por exemplo, poderá contar com os quatro atletas que trouxe de fora: os zagueiros Bueno (emprestado pelo Kashima Antlers, do Japão) e Junior Alonso (ex-Lille, da França), o volante Alan Franco (ex-Independiente Del Valle, do Equador) e o atacante Keno (ex-Palmeiras e que estava no Pyramids, do Egito).

A medida também beneficia times que ainda têm os respectivos estaduais pela frente e que podem incluir atletas no torneio. Além do Galo, este é o caso do Corinthians, que acertou o retorno de Jô, que estava no Nagoya Grampus (Japão). O regulamento do Campeonato Paulista teve uma adaptação que permite o registro de jogadores até a próxima segunda e a inscrição até terça-feira que vem. Com isso, o centroavante poderá ter condições de reestrear pelo Timão a partir do dia 22, quando a competição será retomada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *