Covid-19 faz sétima vítima fatal na Itália e já contagia quase 300 pessoas

Arquivado em: Europa, Saúde, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 25 de fevereiro de 2020 as 10:14, por: CdB

Ao todo, o governo da Itália informou que o contágio pelo novo coronavírus (Covid-2019) atinge mais de seis regiões do país. O número de casos foi revelado pelo comissário extraordinário para a emergência do coronavírus da Itália, Angelo Borrelli.

 

Por Redação, com Ansa – de Roma
Agentes de saúde se instalaram nos principais terminais rodoviários e aeroportos da Itália, na tentativa de conter o avanço do Covid-19
Agentes de saúde se instalaram nos principais terminais rodoviários e aeroportos da Itália, na tentativa de conter o avanço do Covid-19

As autoridades da Itália confirmaram a sétima morte provocada pelo coronavírus e 283 novos casos de infecções na região norte do país. O novo balanço foi divulgado nesta terça-feira após o governo tomar medidas drásticas para conter a propagação da doença.

Ao todo, o governo da Itália informou que o contágio pelo novo coronavírus (Covid-2019) atinge mais de seis regiões do país. O número de casos foi revelado pelo comissário extraordinário para a emergência do coronavírus da Itália, Angelo Borrelli. Até o momento, a origem do contágio não foi identificada.

No momento, portanto, existem 168 infectados na Lombardia, incluindo as 5 vítimas, 18 em Emília-Romagna, 4 no Piemonte e 3 no Lazio – o casal chinês internado no Instituto Spallanzani e um pesquisador. Dos 283 casos positivos, 99 estão hospitalizados com sintomas da doença, 23 estão em terapia intensiva e os demais em isolamento domiciliar.

Contenção

No Vêneto, os casos confirmados de coronavírus subiram de 27 para 32. No total existem 24 pacientes em Vo Euganeo, 4 em Mirano e 4 em Veneza.

Apesar do temor pela epidemia, o comissário italiano minimizou a preocupação de estrangeiros que desejam visitar o país.

— No nosso país há segurança e pode vir com segurança. A situação está absolutamente sob controle no que diz respeito aos tratamentos, com essas medidas de contenção esperamos interromper a infecção — afirmou Borrelli.

Disciplina

O comissário ressaltou, ainda, que “não há ninguém sem assistência médica e sem o apoio da Proteção Civil”. Em relação às medidas para as próximas semanas, ele afirmou que “o problema é tratado de maneira ordenada e livre de problemas para não criar mais transtornos aos cidadãos”.

Segundo Borrelli, o primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, se surpreendeu com a “rapidez com que houve um aumento de casos, mas a reação do governo, do sistema de saúde e da Proteção Civil foi imediata e oportuna”.

— Nós italianos passamos como um país indisciplinado, mas somos muito ordenados quando há precauções a serem tomadas que afetam a saúde de todos — acrescentou.

Hoje cedo, o ministro da Saúde de Israel, Yaacov Litzman, “aconselhou” os israelenses a “não irem para a Itália” em decorrência do aumento no número de mortes provocadas pelo coronavírus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *