Criminosos invadem casa de Paolo Rossi durante funeral

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado domingo, 13 de dezembro de 2020 as 12:27, por: CdB

Assaltantes invadiram a casa do ex-atacante italiano Paolo Rossi em Bucine, na região da Toscana, no sábado, dia de seu funeral. O furto foi descoberto por um colaborador da família Rossi, que logo alertou a esposa do campeão do mundo, Federica Cappelletti.

Por Redação, com ANSA – de Roma

Assaltantes invadiram a casa do ex-atacante italiano Paolo Rossi em Bucine, na região da Toscana, no sábado, dia de seu funeral. O furto foi descoberto por um colaborador da família Rossi, que logo alertou a esposa do campeão do mundo, Federica Cappelletti.

Paolo Rossi morreu aos 64 anos de idade
Paolo Rossi morreu aos 64 anos de idade

Os bandidos teriam quebrado uma janela para entrar na residência e levado joias e um relógio de “Pablito”.

No mesmo dia, o funeral de Paolo Rossi acontecia na Catedral de Vicenza, cidade onde ele jogou antes de virar ídolo na Juventus e que fica a cerca de 300 quilômetros de Bucine. A polícia já fez uma perícia na casa para verificar possíveis impressões digitais.

– Um ato vil e vomitável como esse é verdadeiramente impensável. Que as forças de ordem façam de tudo para descobrir os responsáveis. Toda a minha solidariedade à família de Paolo Rossi – escreveu no Twitter Dario Nardella, prefeito da capital da Toscana, Florença.

O ex-atacante foi cremado

Morto na última quarta-feira, aos 64 anos, vítima de câncer de pulmão, o ex-atacante foi cremado neste domingo em Perúgia, cidade de origem de sua esposa e onde ele também atuou.

Campeão do mundo com a Azzurra em 1982, Paolo Rossi é um dos maiores ídolos do futebol italiano e também colecionou títulos com a Juventus, incluindo dois na Série A, um na antiga Copa dos Campeões, um na Supercopa Italiana e um na Copa da Itália.

Na Copa de 1982, “Pablito” marcou três gols na histórica vitória sobre o Brasil de Telê Santana (3 a 2), dois na semifinal contra a Polônia (2 a 0) e um na decisão contra a Alemanha Ocidental (3 a 1), terminando como artilheiro e Bola de Ouro do torneio.