Crise hídrica tende a elevar reajuste nas contas de energia elétrica

Arquivado em: Destaque do Dia, Energia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 17 de agosto de 2021 as 14:27, por: CdB

Em audiência na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, Elisa disse que Aneel ainda avalia medidas complementares sobre valores de bandeiras tarifárias diante de situação de “excepcionalidade”.

Por Redação, com Reuters – de Brasília

A escassez de energia hidrelétrica, diante do pior período úmido na área dos reservatórios em 91 anos, pode demandar novas medidas excepcionais com potencial de encarecer a conta de luz, como geração térmica mais cara e importação de energia de países vizinhos, disse nesta terça-feira a diretora da agência reguladora Aneel, Elisa Bastos.

crise hídrica
A situação é crítica na maioria dos reservatórios das hidrelétricas brasileiras

— A depender da evolução da hidrologia e do consumo, os custos podem ser maiores — afirmou ela.

Soluções

Em audiência na Comissão de Minas e Energia da Câmara dos Deputados, Elisa disse que Aneel ainda avalia medidas complementares sobre valores de bandeiras tarifárias diante de situação de “excepcionalidade”. Após elevar em 52% o custo da bandeira tarifária vermelha patamar 2, uma consulta pública foi aberta para avaliar a possibilidade de um aumento adicional.

— O assunto foi discutido em consulta pública, recebeu contribuição até o final de julho e estamos avaliando contribuições recebidas e desdobramento de medidas — acrescentou.

Para a diretora, a “esperança” no momento para situação hidrelétrica é a “chegada de chuvas”, além da reação do consumidor diante dos custos maiores e dos apelos de campanhas por uso consciente de energia.

A executiva pontuou, por último, que autoridades avaliam as melhores ações, pensando em garantia do fornecimento de energia elétrica e soluções menos custosas aos consumidores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code