Cruzeiro x Galo: clássico promete pegar fogo

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado sábado, 14 de junho de 2003 as 00:14, por: CdB

Cruzeiro e Atlético farão o clássico mineiro da décima terceira rodada do Campeonato Brasileiro, às 18h, no Mineirão. Os atleticanos só pensam em colocar água no chope do time celeste, que ainda comemora a conquista da Copa do Brasil, com a vitória sobre o Flamengo por 3 x 1, quarta-feira, no Mineirão.

O Atlético vai com força máxima para o jogo. A única ausência é Velloso, que se recupera de fratura na mão. O treinador Celso Roth sabe que a vitória será fundamental para o momento do time, já que além de superar o rival, o alvinegro chegaria bem próximo da liderança, que pertence ao próprio Cruzeiro.

Já a Raposa não poderá contar com jogadores importantes. O meia Alex, o zagueiro Edu Dracena e o lateral Maurinho estão com a Seleção Brasileira que se prepara para a disputa da Copa das Confederações, que terá início dia 18 de junho. Outro que desfalcará o time é Aristizábal, que participará da mesma competição pela seleção colombiana. Além do zagueiro Thiago, suspenso.

Pelo Galo, a atração será sua dupla de ataque. Fábio Júnior e Alex Alves, ex-ídolos do Cruzeiro. Os dois tentarão derrubar seu antigo time e acabar com uma invencibilidade de 21 jogos sem que a Raposa conheça uma derrota na capital mineira.

Enquanto isso, o treinador Vanderlei Luxemburgo procurou passar a seus comandados a necessidade da vitória domingo. Com o resultado, o time celeste sentiria duplo prazer: iria a 27 pontos, mantendo a ponta da tabela, e empurraria o rival para uma faixa intermediária.

CRUZEIRO x ATLÉTICO

Data: 15/06/2003 (domingo)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte
Horário: 18h
Árbitro: Alicio Pena Júnior (Fifa/MG)
Assistentes: Marco Antônio Gomes (MG) e Helberth Costa Andrade (MG)

Cruzeiro
Gomes, Maicon, Luisão, Gladstone e Leandro; Recife, Maldonado, Wendell (Márcio) e Zinho; Deivid e Mota.
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Atlético
Eduardo; Cicinho (Alex), Luiz Alberto, Scheidt e Michel; Ferrugem, Genalvo, Lúcio Flávio e Alexandre; Alex Alves e Fábio Júnior.
Técnico: Celso Roth