CUT e Força Sindical protestam contra reforma da Previdência

Arquivado em: Brasil, Manchete, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 1 de maio de 2019 as 17:55, por: CdB

Durante os protestos, as duas instituições sindicais convocaram para greves gerais no dia 14 de junho.

Por Redação, com Sputnik – de Brasília

Pela primeira vez, a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Força Sindical se reuniram para comemorarem juntos o Dia do Trabalhador. Atividades começaram no início desta manhã no Centro de São Paulo e devem reunir 50 mil pessoas ao longo do dia.

CUT e Força Sindical comemoram 1º de Maio e protestam contra reforma da Previdência

O encontro também contou com uma manifestação contra a reforma da Previdência. Ao portal G1, o presidente nacional da Força Sindical, o deputado Paulinho da Força disse que a ideia de comemorar o dia do trabalhador em conjunto surgiu em virtude do “momento do Brasil e as dificuldade das centrais sindicais”.

A CUT aproveitou o Dia do Trabalhador para reforçar a campanha digital contra a Previdência proposta pela equipe de Jair Bolsonaro.

A plataforma  batizada de “Na Pressão” permite que qualquer pessoa envie mensagens automaticamente nas redes sociais, WhatsApp e e-mail de deputados e senadores com a frase “Sr (a). Deputado (a): Vote NÃO à Reforma da Previdência! A PEC 06/2019 destrói o direito à Aposentadoria da maior parte da população brasileira. Tenha dignidade e não roube a minha aposentadoria!”.

Durante os protestos, as duas instituições sindicais convocaram para greves gerais no dia 14 de junho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *