Daniela Mercury representa o Brasil em festival de Nova York

Arquivado em: Arquivo CDB
Publicado quinta-feira, 15 de maio de 2003 as 19:37, por: CdB

Com um pé no blues, mas apostando com força na world music, a organização do Central Park SummerStage vence as atuais dificuldades financeiras de Nova York para montar seu 18º festival de verão.

A programação gratuita vai incluir uma homenagem ao blues em forma de uma compilação de filmes feita por Martin Scorsese, uma celebração do que seriam os 60 anos de Janis Joplin e o show de Daniela Mercury com o DJ Marlboro, entre muitas outras atrações.

A cantora baiana e o DJ de funk carioca são os únicos representantes do Brasil em um festival que já teve shows de boa parte dos mais importantes astros da MPB. Eles apresentam-se no dia 22 de junho, conforme a tradição, deve atrair um público brasileiro vindo de várias cidades dos estados de Nova York, Nova Jersey, Massachusetts e Connecticut.

Entre os dias 14 de junho e 28 de agosto serão oferecidos shows que tentam representar várias regiões do mundo. O Canadá ganha seu próprio dia com uma apresentação de Rufus Wainwright, Daniel Lanois, The Dears e Sarah Slean (29/6); enquanto a África marca presença com Oumou Sangare e Amata Diakite, do Mali (2/7); a Orchestra Baobab, do Senegal (6/7); e Bembeya Jazz, da Guiné (17/8). A Jamaica é representada por Jimmy Cliff (10/8).

As apresentações gratuitas são financiadas por uma série de shows beneficentes de artistas que dão apoio à causa. Em geral, o número de eventos pagos fica em torno de quatro, mas, com a atual situação financeira da cidade, o cenário mudou. Assim, o festival associou-se a outros promotores de shows para dividir custos de transporte e hospedagem.

Os heróis deste verão são a banda-do-momento White Stripes (23/7, ingressos esgotados); os roqueiros do Wilco com o Sonic Youth (26/6, ingressos esgotados, e 27/6, US$ 30); Elvis Costello & the Impostors (11/7, US$ 50); Ani DiFranco (16/7, US$ 32,50); Indigo Girls (14/8, US$ 30); Aimeé Man e Ben Folds (20/8, US$ 40); e o DJ alemão Paul Van Dyk (28/8, US$ 30).