Daniil Medvedev vence Tsitsipas e chega à final do Aberto da Austrália

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 19 de fevereiro de 2021 as 12:17, por: CdB

 

O russo Daniil Medvedev fez jus ao elogio de Novak Djokovic, que o descreveu como “o grande rival” no Aberto da Austrália, ao chegar à sua primeira final no Melbourne Park com uma vitória impressionante de 6-4, 6-2 e 7-5 sobre Stefanos Tsitsipas nesta sexta-feira.

Por Redação, com Reuters – de Melbourne

O russo Daniil Medvedev fez jus ao elogio de Novak Djokovic, que o descreveu como “o grande rival” no Aberto da Austrália, ao chegar à sua primeira final no Melbourne Park com uma vitória impressionante de 6-4, 6-2 e 7-5 sobre Stefanos Tsitsipas nesta sexta-feira.

Medvedev despacha Tsitsipas e chega à final do Aberto da Austrália

O esguio Medvedev sufocou o quinto cabeça de chave grego sob as luzes da Arena Rod Laver, obtendo seu 20º triunfo sucessivo para ter uma chance de acabar com o domínio de Djokovic na decisão deste domingo.

Quarto cabeça de chave, Medvedev sacou como uma máquina até ser quebrado no terceiro set, e os torcedores gregos se reanimaram quando Tsitsipas conseguiu uma vantagem de 5-4.

O russo silenciou a plateia

Mas o russo silenciou a plateia com uma quebra decisiva no 11º game, e depois selou uma vitória enfática quando correu para bater um forehand poderoso no canto no ponto final.

– Estou contente por conseguir conter o nervosismo, porque não bati muitas bolas ruins – disse ele na quadra a respeito do terceiro set tenso. “Tentei fazer aces e winners ou colocar a bola em quadra. É a única maneira de fazer (isso)”.

Djokovic, número um do mundo que derrotou Aslan Karatsev, também russo e vindo do qualifier (classificatório), será um oponente formidável para Medvedev em sua segunda final de Grand Slam.

A campanha de Djokovic pareceu estar por um fio quando ele sofreu uma lesão abdominal durante a partida de terceira rodada contra Taylor Fritz há menos de uma semana. Mas ele deixou isso para trás e terá dois dias para se recuperar até a final de domingo.

– Nunca me senti tão bem durante o torneio inteiro – disse ele a Jim Courier na quadra. “Eu me senti ótimo, passeei com a bola, sem dor, simplesmente a melhor partida até agora, chegou no momento certo e estou entusiasmado de me sentir assim”. “A recuperação é a prioridade neste momento. Estou sentindo a bola bem, estou jogando bem, tive tempo de partida suficiente, treino suficiente, então neste momento é só reunir toda a energia necessária para a partida mais importante do Aberto da Austrália”, disse.

Djokovic nunca perdeu o torneio após chegar às semifinais, e é o favorito à conquista de um nono título que ampliaria um recorde em seu Grand Slam predileto.

O sérvio quer um nono título do Aberto da Austrália, que ampliaria um recorde, e nunca perdeu uma final em Melbourne.

Para Tsitsipas, a derrota não foi tão amarga quanto seu desmoronamento diante de Rafa Nadal na semifinal de 2019, quando ele saiu de quadra em estado de choque.