Delegada diz que motivação de assassinato de pastor ainda não está clara

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 21 de junho de 2019 as 14:45, por: CdB

A delegada disse que, em depoimento, Flordelis afirmou ter ouvido os disparos quando estava no terceiro andar da casa.

Por Redação, com agências de notícias – do Rio de Janeiro

A delegada Barbara Lomba, responsável pela investigação da morte do pastor Anderson do Carmo, disse que a motivação do crime ainda não está esclarecida. O crime aconteceu no dia 16 deste mês, na garagem da casa onde ele morava com a deputada federal Flordelis (PSD-RJ).

O crime aconteceu no dia 16 deste mês, na garagem da casa onde ele morava com a deputada federal Flordelis

– A motivação não está clara. Não há indicação direta nos depoimentos de que o pastor teria um caso extraconjugal. Houve depoimentos muito genéricos, mas eu não vou revelar o teor deles – disse a investigadora durante entrevista coletiva nesta sexta-feira.

No início da semana informações apontaram que o filho mais velho de Flordelis, preso por um antigo mandado de violência doméstica, teria planejado o crime porque o padrasto estaria traindo a mãe.

A delegada não quis confirmar informações que têm vazado pela imprensa. Ela disse que os indícios concretos são a confissão do filho mais velho da deputada, que disse ter atirado no padrasto, a arma apreendida e as imagens das câmeras de segurança.

A delegada disse que, em depoimento, Flordelis afirmou ter ouvido os disparos quando estava no terceiro andar da casa. Ela ainda falou que a deputada pode ser ouvida novamente, mas ainda não há previsão.

Prisão

Após acareação entre Lucas dos Santos, 18, e Flávio dos Santos Rodrigues, 38, ambos filhos do pastor Anderson do Carmo, confessaram na Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) que conspiraram e mataram o pai. O irmão mais velho confessou ser o mandante do assassinato ao marido da deputada federal Flordelis dos Santos Souza (PSD-RJ), segundo a polícia.

Diante dos fatos, a Justiça aceitou o pedido de prisão temporária de 30 dias de ambos pelo crime. O pedido foi feito pela delegada Bárbara Lomba, no plantão judiciário, nesta quinta-feira.

A investigação, no entanto, segue adiante, uma vez que existem pontos contraditórios no depoimento de Flávio; mas o inquérito, segundo as autoridades, está prestes a ser concluído. A motivação para o crime teria sido uma briga de família por dinheiro, diferentemente da versão de crime passional que chegou a ser comentada.

Arrasada

O advogado Marcello Ramalho, novo titular de defesa da família, disse que iria à DHNSGI, ainda nesta tarde, para tomar conhecimento do processo.

— Estamos entrando na causa e estamos nos inteirando da forma como estão sendo conduzidos o inquérito e a investigação. Eu vou à delegacia pegar mais detalhes — afirmou, a jornalistas.

Ramalho acrescentou que a parlamentar está “arrasada e quer a punição das pessoas envolvidas no crime, sejam elas quem forem”.

Arma

A Polícia Civil apontou que a arma encontrada na casa da deputada federal Flordelis (PSD-RJ) teria sido a mesma usada na morte do marido da parlamentar, pastor Anderson do Carmo. Segundo nota divulgada pela polícia na quarta-feira, a arma passou por uma perícia preliminar, na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), que terá de ser confirmada por uma investigação mais aprofundada.

“A arma encontrada na casa da parlamentar passou por uma perícia inicial na DHNSG , que indicou que a pistola teria sido a mesma usada no crime. No entanto, a confirmação só será possível com uma análise mais detalhada do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE). O resultado deve sair nos próximos dias”, informou a Polícia Civil.

A delegada Barbara Lomba, titular da DHNSG, continua ouvindo testemunhas e analisando imagens no inquérito .

As primeiras informações, divulgadas pela deputada ainda no dia do crime, eram de que o casal teria sido seguido por dois motoqueiros, mas a polícia passou a investigar a participação de parentes no assassinato. As motivações ainda não foram definidas. Flordelis é pastora de grande influência em sua comunidade e ficou muito conhecida pelo seu trabalho como cantora gospel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *