Delegado federal promove quebra-quebra em acampamento de Lula

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 4 de maio de 2018 as 15:09, por: CdB

Gastão Schefer Neto foi presidente da Associação dos Delegados da Polícia Federal do Paraná e candidato a deputado federal pelo PR

Por Redação, com RBA – de Curitiba:

O acampamento Marisa Leticia, em Curitiba, foi atacado na manhã desta sexta-feira pelo delegado da Polícia Federal Gastão Schefer Neto, que tentou destruir o equipamento de som da Vigília Lula Livre, “numa atitude fascista e ensandecida”, segundo a organização. Schefer Neto foi presidente da Associação dos Delegados da Polícia Federal do Paraná e foi candidato a deputado federal pelo PR. É conhecido e agressivo militante antipetista nas redes sociais e defensor da força tarefa da Lava Jato.

elegado destruiu parte do equipamento de som da Vigília Lula Livre na manhã desta sexta

O delegado agrediu militantes na praça Olga Benário e quebrou os equipamentos enquanto acontecia o “Bom Dia presidente Lula”. Depois; em atitude ostensiva, voltou para filmar os manifestantes. A deputada estadual de São Paulo Marcia Lia (PT) prometeu fazer um boletim de ocorrência sobre o episódio.

– Em que pese o apoio e solidariedade com que contam, em Curitiba; a Vigília Lula Livre, o acampamento Marisa Leticia e os diferentes espaços em defesa da democracia e da liberdade de Lula; há incidentes e manifestações esporádicas de ódio contra nossos espaços e militantes. Seguimos cobrando das autoridades proteção aos nossos espaços e medidas contra provocadores e fascistas – diz, em nota, a organização da vigília.

Vigília Lula Livre

– Reafirmamos que a Vigília Lula Livre segue organizada e nas imediações da Superintendência da Polícia Federal; respeitando nossos acordos coletivos e o combinado com as autoridades. Daqui só sairemos com a liberdade de Lula – acrescenta.

– Nada irrita mais os ignorantes, os que não querem o jogo político baseado na disputa de ideias; os que não têm outra narrativa a não ser o ódio, do que ver nossas manifestações organizadas e firmes; a ponto de alcançar 30 dias de luta – afirma a nota.

Movimento sindical

Em carta ao movimento sindical, Lula agradeceu o apoio que vem recebendo e principalmente; o ato unificado em Curitiba, no dia 1º de Maio.

– Quero agradecer do fundo do coração as centrais sindicais que fizeram esse 1º de maio unificado em Curitiba: a CUT; a Força Sindical, a CTB, a NCST, a UGT, a CSB e a Intersindical. Obrigado também a todas as entidades, amigos e famílias de Curitiba ou; que vieram para cá deixar seu carinho – escreveu.

Ele agradeceu também as manifestações que têm sido realizadas em vários locais do país; como São Paulo, Rio de Janeiro, Recife e outras, além  de atos em outras cidades do mundo, como Buenos Aires, Florença, Paris, Santiago, Lisboa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *