Deputado bolsonarista recebe apoio improvável da extrema esquerda trotskista

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021 as 14:55, por: CdB

Costa Pimenta também voltou a denunciar, pelas redes sociais, o “golpe antidemocrático do STF” e afirmar que a Corte Suprema do país seria um “órgão ditatorial” que vem recebendo o apoio da esquerda, mesmo após comprovada a sua atuação ilegal na prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Por Redação – de São Paulo

Presidente nacional do Partido da Causa Operária (PCO), da extrema esquerda trotskista, o jornalista Rui Costa Pimenta foi às redes sociais, nesta quinta-feira, em defesa do deputado da ultradireita bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ), preso na noite de terça-feira. Pimenta denunciou o que chama de “prisão ilegal” do parlamentar que gravou um vídeo xingando os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e fazendo apologia ao Ato Institucional Nº 5, da ditadura militar.

Rui Pimenta leva seu apoio ao deputado bolsonarista Daniel Silveira (PSL-RJ)

Costa Pimenta também voltou a denunciar, pelas redes sociais, o “golpe antidemocrático do STF” e afirmar que a Corte Suprema do país seria um “órgão ditatorial” que vem recebendo o apoio da esquerda, mesmo após comprovada a sua atuação ilegal na prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e na tentativa de impedir a retomada de seus direitos políticos.

Prerrogativa

“Em postagens na internet e declarações na imprensa, setores da esquerda burguesa e pequeno burguesa comemoraram  com enorme entusiasmo, a decretação da prisão do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ)”, escreve o PCO.

Ainda segundo a legenda, a prisão, determinada pelo ministro Alexandre de Moraes, foi ratificada em Plenário do STF que, por unanimidade, manteve a decisão da véspera que levou à prisão em flagrante, por crime inafiançável. “A medida constitui um claro abuso de poder dos ministros do STF. Trata-se de uma arbitrariedade  contra o deputado, sobre todo o poder legislativo (que estava para se posicionar sobre o caso, mas se encontrava, no mínimo, dividido) e sobre os últimos resquícios da democracia de fachada que vigora no País, depois do regime que impôs ao país com o golpe de Estado de 2016.

“A resolução evidencia que a Câmara não tem soberania nenhuma perante o Judiciário que, sendo – formalmente – um poder independente, age como se tivesses poderes superiores, não apenas nesse caso, mas até mesmo tomando para si a prerrogativa de legislar, de ilegalmente impor leis e normas ao País, como se vê no caso das eleições e muitos outros casos. Se um deputado, de direita ou de esquerda, pode ser preso e perseguido, por expressar suas opiniões  sobre seja lá o que for e seja eles quais forem, estamos diante do mais completo reino do arbítrio”.

Cassação

Rui Costa, no entanto, está isolado até mesmo na esquerda. O presidenciável do PSOL, Guilherme Boulos, que integra um partido também de orientação trotskista, por exemplo, lamentou que somente agora a prisão aconteceu:

— Foi tarde — afirmou.

Comentários semelhantes se multiplicaram. A ex-deputada e ex-candidata a prefeita de Porto Alegre e à vice-presidente da República, Manuela D’Avila (PCdoB) concordou com a determinação do STF e defende, da mesma forma que a deputada Sâmia Bonfim (PSOL-SP), a cassação imediata de Silveira.

A psolista reproduziu no Twiter e em outras redes, as acusações levantadas pelo STF golpista contra o deputado fascista e endossou a política arbitrária e pediu que ela seja

endossada pelo centrão e outras máfias políticas que dominam o covil parlamentar para cassar o deputado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code