Deputado diz que uma pessoa morreu durante protestos na Venezuela

Arquivado em: América Latina, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 23 de janeiro de 2019 as 10:17, por: CdB

Os protestos na Venezuela começaram na madrugada de 21 de janeiro, depois que se soube que um grupo de soldados tomou o comando policial de Cotiza, um bairro popular no oeste de Caracas, para se levantar contra o governo.

Por Redação, com Sputnik – de Caracas

Uma pessoa, ainda não identificada, morreu na noite de terça-feira  em Catia, um bairro localizado a oeste da capital venezuelana, Caracas, informou o deputado da oposição, José Olivares.

Uma pessoa, ainda não identificada, morreu na noite de terça-feira  em Catia, um bairro localizado a oeste da capital venezuelana, Caracas

– Hospital Periférico de Catia recebe a primeira fatalidade devido a um projétil permutado por uma arma de fogo como resultado dos protestos em Catia – informou Olivares através da rede social Twitter.

Depois das 20:00, hora local, protestos começaram a ser reportados em vários setores da capital venezuelana, principalmente no oeste da cidade.

Em Catia, nas redes sociais havia relatos de um forte confronto entre manifestantes e forças de segurança.

Situação semelhante também é registrada no setor El Valle (sudeste), onde às 23h00, horário local (03h00 GMT), vizinhos relatam a presença de um contingente militar, que detonou gás lacrimogêneo para dispersar o fechamento de estradas.

Até agora, as autoridades venezuelanas não se basearam nesses fatos e o nome da vítima é desconhecido.

Os protestos na Venezuela começaram na madrugada de 21 de janeiro, depois que se soube que um grupo de soldados tomou o comando policial de Cotiza, um bairro popular no oeste de Caracas, para se levantar contra o governo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *