Deputados do PSL investem contra o que restou da base de apoio a Bolsonaro

Arquivado em: Política, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 25 de fevereiro de 2020 as 10:32, por: CdB

Deputados do PSL, mas ligados ao presidente da legenda, Luciano Bivar (PE), articulam para remover o que ainda resta de partidários ligados ao mandatário dos postos de liderança da legenda.

Por Redação – de Brasília

A fragilizada base de apoio ao governo neofascista do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) está prestes a sofrer um novo ataque, de dentro das próprias trincheiras. Deputados do PSL, mas ligados ao presidente da legenda, Luciano Bivar (PE), articulam para remover o que ainda resta de partidários ligados ao mandatário dos postos de liderança da legenda.

A defesa de Bivar disse em nota que não há indícios de fraude no processo eleitoral
Luciano Bivar (PSL-PE) quer se livrar dos bolsonaristas que ainda permanecem nas hostes do PSL

Uma série de novas representações contra congressistas bolsonaristas serão protocoladas no Conselho de Ética do partido, logo após o carnaval, segundo noticiou o diário conservador paulistano Folha de S. Paulo (FSP), nesta terça-feira.

Bivaristas

“Entre os pedidos estão expulsão e novas punições a deputados que estão ativamente convocando filiados a abandonarem o PSL para se associarem à Aliança pelo Brasil, legenda que Bolsonaro pretende criar”, diz a FSP.

— Novas ações estão sendo estudadas — afirmou o deputado Junior Bozzella (PSL-SP).

O movimento tem como objetivo alcançar maioria dentro da Câmara para que o grupo ligado a Bivar retome a liderança do partido. Assim, os bivaristas poderão controlar a indicação dos deputados que comandarão e participarão das comissões permanentes da Casa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *