Derrota do PSG causa confrontos entre torcida e polícia de Paris

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Futebol, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 24 de agosto de 2020 as 13:31, por: CdB

A polícia de Paris foi atacada, lojas na capital francesa foram vandalizadas e 158 pessoas foram detidas durante a noite de domingo após a derrota do Paris Saint-Germain para o Bayern de Munique na final da Liga dos Campeões.

Por Redação, com Reuters – de Paris

A polícia de Paris foi atacada, lojas na capital francesa foram vandalizadas e 158 pessoas foram detidas durante a noite de domingo após a derrota do Paris Saint-Germain para o Bayern de Munique na final da Liga dos Campeões, disse o ministro do Interior francês, Gerald Darmanin, nesta segunda-feira.

Polícia de Paris acompanha torcedores do Paris Saint-Germain na Champs Elisee
Polícia de Paris acompanha torcedores do Paris Saint-Germain na Champs Elisee

– A selvageria de certos delinquentes da noite passada: 16 membros das forças policiais feridos, 12 lojas atacadas, cerca de 15 carros vandalizados – escreveu Darmanin no Twitter.

O departamento de polícia de Paris informou que 158 pessoas foram detidas sob suspeita de roubo ou vandalismo após confusão na região da avenida Champs Élysées, onde muitos torcedores se reuniram para acompanhar a partida.

O Bayern de Munique venceu o PSG por 1 a 0 na final em Lisboa.

Os torcedores do PSG já haviam se envolvido em confrontos com a polícia de Paris no início do domingo. Alguns torcedores jogaram projéteis em viaturas do lado de fora do estádio Parc des Princes, do PSG, e tiveram de ser dispersados com gás lacrimogêneo.

A polícia de Paris acrescentou que, como resultado da agitação, fecharia os bares próximos ao estádio da tarde desta segunda-feira à manhã de terça-feira.

Messi seria “bem-vindo” no PSG, diz Tuchel

O técnico do Paris Saint-Germain, Thomas Tuchel, disse que Lionel Messi seria bem-vindo ao clube se decidisse deixar o Barcelona, mas ele não acredita que o atacante argentino fará isso.

Messi, que ingressou no Barcelona aos 13 anos, marcou um recorde de 634 gols pelo clube em 730 jogos e também é o jogador mais vitorioso com 33 troféus, mas o jogador de 33 anos está no último ano de seu contrato com o time catalão.

Reportagens na mídia espanhola lançaram dúvidas sobre o futuro do atacante no clube, após uma temporada decepcionante que culminou em uma derrota por 8 a 2 na Liga dos Campeões para o Bayern de Munique nas quartas de final deste mês.

– Ele é muito bem-vindo. Qual treinador diz não ao Messi? – disse Tuchel ao BT Sport depois que sua equipe perdeu por 1 a 0 para o Bayern na final da Liga dos Campeões no domingo.

– Acho que o Messi termina sua carreira em Barcelona. Ele é o Sr. Barcelona.

Tuchel afirmou que o clube francês vai conversar sobre seus alvos potenciais de contratação e que precisa de um elenco maior para lidar com as demandas da nova temporada.

– Perdemos muitos jogadores nesta campanha e perdemos agora Thiago Silva e Eric Maxim Choupo-Moting – acrescentou.

– Precisamos usar a janela de transferências agora para ampliar o plantel. A campanha vai ser muito exigente, sem interrupções.