Desabamento em sala de aula deixa mortos no Quênia

Arquivado em: África, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 23 de setembro de 2019 as 12:09, por: CdB

A estrutura de madeira da Precious Talent School entrou em colapso e uma das salas de aula do primeiro andar desmoronou poucos minutos após o início do dia escolar.

Por Redação, com ABr – de Nairobi

Pelo menos sete estudantes morreram na manhã desta segunda-feira após o desmoronamento da sala de aula de uma escola em Nairobi, no Quénia, segundo informaram as autoridades locais. As causas do acidente ainda estão sendo apuradas.

A estrutura de madeira da Precious Talent School entrou em colapso

Até agora, podemos confirmar que sete estudantes morreram e 57 ficaram feridos”, confirmou o gerente de Relações Públicas e Comunicações da Cruz Vermelha do Quénia, Peter Abwao.

O acidente na escola de dois andares ocorreu às 7h00 locais (4h00 em Lisboa) na zona de Ngando, no oeste da capital queniana.

A estrutura de madeira da Precious Talent School entrou em colapso e uma das salas de aula do primeiro andar desmoronou poucos minutos após o início do dia escolar. Segundo os funcionários da Precious Talent School, a escola tem cerca de 800 alunos com menos de 14 anos.

– Havia estudantes nas salas mais altas do prédio quando este desabou – afirmou Peter Abwao.

– Ainda continuamos as buscas para garantir que todos os alunos foram resgatados – assegurou.

Cyrus Oguna, porta-voz do Governo do Quénia, disse aos jornalistas que “depois do colapso do edifício, 57 estudantes foram levados para o hospital para receber tratamento”.

Os feridos foram transportados pela Cruz Vermelha do Quénia para o Kenyatta National Hospital, o hospital mais antigo do país.

Escombros

No entanto, de acordo com a agência de notícias Associated Press, pelo menos 10 crianças continuam presas nos escombros da escola.

Estes números podem vir a aumentar visto que as operações de resgate ainda não terminaram.

As causas do acidente ainda serão apuradas. O diretor da escola acredita que o desabamento foi devido a construção de um cano de esgoto. Para Moses Ndirangu, as canalizações enfraqueceram a estrutura de madeira do edifício.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *