Desmatamento na Amazônia cai 38% no primeiro semestre

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, Meio Ambiente, Natureza, Últimas Notícias
Publicado sábado, 6 de julho de 2024 as 11:53, por: CdB

No primeiro semestre, a área sob alertas de desmatamento na Amazônia foi de 1.639 km², a menor desde 2018. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, os dados mostram uma tendência de queda consistente do desmatamento na Amazônia, após redução de 50% em 2023 na comparação com 2022.

Por Redação, com CartaCapital – de Brasília

A área sob alertas de desmatamento na Amazônia caiu 38% no primeiro semestre em relação ao mesmo período de 2023, segundo dados Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, o Inpe, divulgados na quarta-feira.


Desmatamento na Amazônia cai 38% no primeiro semestre e é o menor desde 2018

No Cerrado a queda foi de 15%, considerando dados de janeiro a junho. Essa é a primeira redução para o período desde 2020, conforme dados do Inpe.

No primeiro semestre, a área sob alertas de desmatamento na Amazônia foi de 1.639 km², a menor desde 2018. Segundo o Ministério do Meio Ambiente, os dados mostram uma tendência de queda consistente do desmatamento na Amazônia, após redução de 50% em 2023 na comparação com 2022.

Já o desmatamento na Mata Atlântica caiu 26% de agosto de 2022 a julho do ano passado, atingindo a menor marca desde início dos registros em 2001.

Mata Atlântica

A Mata Atlântica se estende pela costa do país, do Rio Grande do Norte ao Rio Grande do Sul com, por exemplo, manguezais.

– Isso nos dá esperança de que, vendo o que ocorre na Mata Atlântica, com a queda continuada do desmatamento, vamos conseguir desmatamento zero até 2030 – afirmou a ministra Marina Silva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *