Em dia de negociação entre China e EUA dólar sobe ante real

Arquivado em: Negócios, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 10 de outubro de 2019 as 12:30, por: CdB

Na véspera, a moeda norte-americana à vista subiu 0,29%, a R$ 4,1037 na venda.

Por Redação, com Reuters – de São Paulo

O dólar operava em alta contra o real nesta quinta-feira, em sessão marcada por cautela diante de incertezas acerca da retomada das negociações comerciais de alto escalão entre Estados Unidos e China.

Às 10:31, o dólar avançava 0,55%, a R$ 4,1263 na venda. Na véspera, a moeda norte-americana à vista subiu 0,29%, a R$ 4,1037 na venda. Na B3, o dólar futuro tinha alta de 0,46%, a R$ 4,1335.

Nesta sessão, o BC vendeu todos os US$ 525 milhões em moeda spot ofertados, e 10.500 contratos de swap cambial reverso
Nesta sessão, o BC vendeu todos os US$ 525 milhões em moeda spot ofertados, e 10.500 contratos de swap cambial reverso

Segundo Camila Abdelmalack, economista-chefe da CM Capital Markets, o mercado de câmbio nesta sessão está à mercê dos desdobramentos das tratativas comerciais entre EUA e China, podendo mostrar bastante volatilidade ao longo do dia.

– É difícil cravar como vai ser a tendência do dólar ao longo do pregão. Há muita incerteza e, por enquanto, isso está impulsionando a moeda, mas basta uma notícia positiva para tudo mudar – afirmou Abdelmalack.

Os principais negociadores comerciais dos Estados Unidos e da China vão se reunir nesta quinta-feira pela primeira vez desde o final de julho para tentar encontrar uma maneira de resolver a disputa de 15 meses, no momento em que novos atritos ameaçam as expectativas de avanço.

O noticiário da Bloomberg informou, por sua vez, que os EUA estão avaliando um pacto cambial com a China como parte de um acordo parcial para que o aumento planejado de tarifa na próxima semana seja suspenso.

No exterior, as moedas emergentes pares do real operavam mistas, com o rand sul-africano se valorizando e a lira turca registrando perdas contra o dólar. Na cena doméstica, investidores se mantêm atentos às declarações de autoridades do governo no Fórum de Investimentos Brasil de 2019.

Nesta sessão, o BC vendeu todos os US$ 525 milhões em moeda spot ofertados, e 10.500 contratos de swap cambial reverso (oferta de 10.500 contratos).

Ibovespa

A bolsa paulista buscava manter o viés positivo nesta quinta-feira, em pregão marcado por expectativas para negociações comerciais entre Estados Unidos e China, com as ações da Yduqs liderando as altas do Ibovespa após dados de captação de alunos do segundo semestre.

Às 11:08, o Ibovespa subia 0,86 por cento, a 102.115,24 pontos. O volume financeiro somava R$ 2,87 bilhões.

“Todas as atenções do mercado estão voltadas para as negociações de EUA e China em torno da guerra comercial”, destacou o estrategista Dan Kawa, sócio na TAG Investimentos, em email a clientes, acrescentando que o mercado segue com alta volatilidade, reagindo a cada ‘manchete’ sobre o tema.

Os principais negociadores comerciais norte-americanos e chineses vão se reunir nesta quinta-feira pela primeira vez desde o final de julho para tentar encontrar uma maneira de resolver a disputa de 15 meses, que tem adicionado volatilidade aos mercados.

Wall Street

Os índices acionários dos Estados Unidos subiam nesta quinta-feira, depois que o presidente norte-americano, Donald Trump, confirmou que vai se encontrar com o vice-primeiro-ministro chinês, Liu He, na sexta-feira para novas negociações comerciais, aumentando o otimismo após notícia de que a China está disposta a chegar a um acordo.

Às 11:24 (horário de Brasília), o índice Dow Jones subia 0,6%, a 26.503 pontos, enquanto o S&P 500 ganhava 0,526821%, a 2.935 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançava 0,55%, a 7.948 pontos.

O presidente norte-americano, Donald Trump, confirmou que os dois lados se reunirão novamente na sexta-feira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *