Dicas para contratar um empréstimo e aliviar as contas no começo do ano

Arquivado em: Serviços, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 13 de dezembro de 2021 as 15:42, por: CdB

Créditos imagem: Pixabay

2021 está chegando ao fim e, como tradicionalmente ocorre ano a ano, é hora de planejar o pagamento das contas de janeiro. O mês, que é marcado pela chegada de impostos como IPTU e IPVA, vem causando preocupação entre os brasileiros, principalmente com a previsão de aumento dessas despesas. No estado de São Paulo, por exemplo, o Imposto sobre Propriedades de Veículos Automotores vai ficar 30% mais caro, em média.

Isso, aliado às indispensáveis compras de fim de ano, faz com que as pessoas busquem cada vez mais alternativas para colocar as dívidas em ordem nos primeiros meses do ano.

E é aí que surgem os empréstimos. Oferecendo diversas linhas de crédito diferentes – consignado, pessoal, rotativo, cheque especial, entre outros – as instituições financeiras vêm criando novas possibilidades para aqueles que precisam se livrar das dívidas neste momento.

Recentemente, inclusive, o Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS) aprovou um aumento do teto de juros para empréstimo consignado de 1,80% para 2,14% ao mês.

Portanto, essa pode ser uma boa opção para os brasileiros que desejam evitar a inadimplência nos meses de ressaca financeira. Mas, antes de decidir contratar uma linha de crédito, é importante analisar alguns fatores de grande relevância para evitar a famosa bola de neve de dívidas.

A primeira dica é verificar o valor total da dívida e analisar o quanto ela está impactando em suas contas essenciais; assim como se, ao mantê-la, os juros seguem crescendo por atraso.

Outro ponto importante é fazer uma busca dos motivos que causaram a dívida, evitando, dessa forma, repeti-los.

Na hora de contratar um empréstimo, é essencial pesquisar as opções disponíveis no mercado e escolher a que melhor se encaixa entre suas necessidades. Lembre-se sempre de consultar as taxas de juros e prazos oferecidos pelos bancos e empresas financeiras, pois são eles que indicam o melhor para o momento pessoal.

Quem está sem renda fixa, por exemplo, deve dar preferência por aqueles empréstimos com prazos mais longos para evitar o estrangulamento do orçamento mensal.

É indispensável também consultar empresas credoras confiáveis, já que, principalmente na internet, existem diversas opções fraudulentas que podem causar ainda mais danos aos consumidores. Faça uma busca nos principais órgãos reguladores, e lembre-se de nunca fazer nenhum pagamento de receber o valor emprestado ou compartilhar dados sem conferir a veracidade do pedido.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code