Direção da Record também é obrigada a rever todo o seu ano de trabalho

Arquivado em: Coluna da TV, Cultura, Últimas Notícias
Publicado sábado, 4 de abril de 2020 as 12:39, por: CdB

Como o atual cenário não indica nada diferente ou não se se tem ainda nenhuma projeção mais animadora, todas as TVs trabalham com a possibilidade de realizar menos da metade do que foi planejado para este ano.

Por Flávio Ricco – do Rio de Janeiro

Colaboração – José Carlos Nery

Como o atual cenário não indica nada diferente ou não se se tem ainda nenhuma projeção mais animadora, todas as TVs trabalham com a possibilidade de realizar menos da metade do que foi planejado para este ano.

Oscar Magrini como Noé em
Oscar Magrini como Noé em “Gênesis”

Na melhor das hipóteses, em termos de produção, nada será reativado antes de junho ou julho, daí a necessidade que passará a existir de reestudar todo o calendário e procurar se adaptar a um período de atividades muito mais curto.

Record, por exemplo, como reality show, só trabalha com a certeza da Fazenda. Todos os outros, os que irão seguir em frente, só em 2021. Talvez, ainda, o Canta Comigo, mas sem muita segurança.

Quanto às novelas e obrigada a paralisar as atividades de Gênesis, a sua direção mantém a certeza que a estreia se dará ainda este ano, mas em setembro ou outubro na melhor das hipóteses.

Não tem como ser diferente. Globo e SBT também terão problemas bem parecidos. A retomada será um novo desafio para cada uma.

TV Tudo

Na paz

É possível assegurar que não existe nenhuma mudança prevista na direção da Record.

Data hoje, essa é a certeza, na contramão de algumas especulações em torno de troca de nomes ou posições.

Ainda de lá

Na Record, depois que tudo passar, será reexaminda a situação do Top Chef, do Felipe Bronze.

As gravações da nova edição, bem adiantadas, tiveram que ser paralisadas. Falta a decisão sobre a final, se será ainda este ano ou só no próximo.

Tomou conta

O programa Combate ao Coronavírus, apresentado na Globo, todas as manhãs, merece reconhecimento pela seriedade com que é produzido.

Há, em sua condução por Márcio Gomes e por parte das pessoas chamadas a participar, um tratamento muito cuidadoso do assunto. Bem importante para o esclarecimento das pessoas.

Trabalho novo

A CNN Brasil, por sua vez, também tem apresentado entrevistas exclusivas das mais oportunas e interessantes.

Só nos últimos dias, autoridades na altura de Roberto Campos Neto, Armínio Fraga, Gleise Hoffmann, Paulo Guedes e Fernando Bezerra.

Árvore de Natal

O visual carregado, o que sempre se chamou de tela suja, é um modelo para todas as CNNs. Não tem como diminuir, por exemplo, toda aquela quantidade de GCs embaixo da imagem, com informações diferentes, simultaneamente ao que é falado ou comentado.

Porém estão sendo feitas divisões de telas bem interessantes, especialmente na entrada de duas pessoas de fora. Dedo do pessoal daqui.

Incêndio

A propósito dos bons serviços que, neste momento, a imprensa tem prestado, com informações e esclarecimentos, do lado mau chama atenção os palpites de algumas pessoas, que sem serem autoridades ou especialistas no assunto, se metem a falar do coronavírus.

Entre prefeitos, engenheiros e advogados, além de outros intrometidos, já teve de teve de tudo um pouco.

Internet

O canal Band Jornalismo do Youtube foi o que registrou maior número de visualizações de vídeos dentro da categoria “notícias” durante março em todo o Brasil.

O canal, que no mesmo mês superou a marca de 1 milhão de inscritos e alcançou 65,4 milhões de videoviews.

De volta

A Globo estreia na próxima segunda-feira a edição especial de Malhação: Viva a Diferença. Vencedora do Emmy Kids Internacional, a produção leva assinatura de Cao Hamburger e tem a proposta de celebrar a diversidade. Ambientada em São Paulo, narra a história de amizade entre cinco garotas: Lica (Manoela Aliperti), Ellen (Heslaine Vieira), Tina (Ana Hikari), Benê (Daphne Bozaski) e Keyla (Gabriela Medvedovski).

Dia a dia

As decisões na teledramaturgia da TV  Globo continuam sendo tomadas, mesmo com toda produção paralisada e estúdios fechados.

As reuniões por vídeoconferência acontecem com muita frequência, envolvendo direção, autores, diretores e responsáveis por diferentes setores.

Programa do Serginho

A edição especial do programa Altas Horas, do Serginho Groisman, neste sábado, na Globo, será com Zezé Di Camargo, Luciano, Chitãozinho, Xororó e Leonardo.

Mais um nesta fase dos “melhores momentos”.

Bate – Rebate

·       Assim como tantos outros, o programa do Rodrigo Faro, na Record, também não tem nada de inédito guardado…

·       … Com as gravações paradas, também será necessário recorrer a reprises.

·       Outro detalhe: Sabrina Sato aceitou da melhor maneira possível a decisão da Record em parar com o Domingo Show”..

·       … Evidente que ninguém, nem ela e nem a TV queriam chegar a tal ponto, mas não tinha como continuar…

·       … Apesar dos trabalhos bem avançados em relação a alguns quadros, o programa, no todo, não estava bem…

·       … Para seguir no ar seria necessário continuar com as gravações, algo que neste momento de coronavírus se tornou impossível…

·       … E por ser um programa novo, nem a possibilidade de reprisar alguma coisa tornou-se possível. Sinuca de bico.

·       … A direção da Record pode ser criticada pelas mudanças repentinas que costumeiramente promove, mas no caso da Sabrina não tinha como…

·       …Daí a decisão de colocar o Made in Japão, já todo gravado, nas noites de sábado.

C´est fini

Com todos os avanços observados, é curioso observar como o rádio ainda é tão importante. Neste domingo 20h, o programa Caminhos da Reportagem, na TV Brasil, vai mostrar as ondas curtas como um dos meios mais eficientes para levar informação a lugares distantes e nem sempre acessíveis.

O programa vai mostrar a contribuição da Rádio Nacional da Amazônia para os ribeirinhos.

Ficamos assim. Mas amanhã tem mais. Tchau!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *