Diretor do Festival de Locarno dirigirá Berlinale

Arquivado em: Boletim, Cultura, Destaque do Dia, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 20 de junho de 2018 as 23:21, por: Rui Martins

A notícia não é ainda oficial mas será anunciada sexta-feira em Berlim: o atual diretor do Festival de Cinema de Locarno, o italiano Carlo Chatrian, de Torino, 46 anos, substituirá o alemão Dieter Kosslick, que aos 70 anos, deixará a direção do Festival de Cinema de Berlim, Berlinale, em maio de 2019. Kosslick dirige a Berlinale há 18 anos.

Por Rui Martins, de Genebra:
O jornalista e crítico de cinema Carlo Chatrian dirigirá a Berlinale

Desde 2012, o crítico de cinema Carlo Chatrian, autor de livros sobre cinema, dirige o Festival de Locarno com bastante êxito. Numa entrevista, o ano passado para o jornal alemão Die Zeit, Chatrian havia comentado, em resposta a uma pergunta, que “a Berlinale é um festival com grande potencial, mas não creio ser para mim, pois não falo o alemão”.

A sucessão do diretor Dieter Kosslick vinha provocando um vivo debate na Alemanha e mesmo um abaixo-assinado por muitos diretores e produtores alemães descontentes com as últimas edições da Berlinale, no qual se pedia “uma personalidade excepcional, apaixonada pelo cinema, dispondo de uma rede internacional, capaz de recolocar o Festival de Berlim em pé de igualdade com Cannes e Veneza”

Os realizadores Volker Schloendorff e Fatih Akin reclamavam “um relançamento da Berlinale, capaz de recuperar seu prestígio”. Entre os candidatos à sucessão de Kosslick, estavam Rajendra Roy, do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque, Cameron Bailey, do Festival de Cinema de Toronto, et Bero Beyer, do Festival de cinema de Rotterdã.

Criada em 1951, a Berlinale reúne filmes de todo mundo, em fevereiro, e dispõe de um orçamento de 25 milhões de euros. No ano passado, os filmes da Berlinale foram vistos por 490 mil pessoas. Este ano, a Berlinale se realizará do 7 ao 17 de fevereiro, ainda sob o comando de Dieter Kosslick, cujo contrato termina em maio de 2019.

Rui Martins é correspondente do Correio do Brasil em Genebra e editor do Direto da Redação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *