Diretor de hospital do Rio é exonerado após perda de 720 doses da CoronaVac

Arquivado em: Destaque do Dia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 29 de janeiro de 2021 as 13:00, por: CdB

 

Uma queda de energia no Hospital Federal de Bonsucesso (HFB) comprometeu a utilização de imunizantes contra a covid-19, já que a vacina precisa ser conservada à temperatura de 2 °C a 8 °C.

Por Redação, com Sputnik – do Rio de Janeiro

Uma queda de energia no Hospital Federal de Bonsucesso (HFB) comprometeu a utilização de imunizantes contra a covid-19, já que a vacina precisa ser conservada à temperatura de 2 °C a 8 °C.

Uma queda de energia no Hospital Federal de Bonsucesso comprometeu a utilização de imunizantes contra a covid-19

O diretor do Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), no Rio de Janeiro, foi exonerado após a perda de 720 doses da vacina CoronaVac no local. A decisão da saída de Edson Joaquim de Santana, que tinha apenas quatro meses no cargo, foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União na noite de quarta-feira, conforme noticiou o jornal Estadão.

Queda de energia

Três dias antes, no último domingo, uma queda de energia no hospital comprometeu a utilização das doses do imunizante contra a covid-19, já que a vacina precisa ser conservada à temperatura de 2 °C a 8 °C.

O motivo da exoneração, porém, ainda não foi oficialmente confirmado.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio informou ter recolhido as doses e acondicionado em uma câmara fria para investigar o caso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code