Disparada de casos de covid-19 deixa hospitais de Portugal perto do limite

Arquivado em: Destaque do Dia, Europa, Mundo, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 28 de janeiro de 2021 as 11:34, por: CdB

A epidemia de Portugal entrou em uma fase “terrível”, admitiu o primeiro-ministro português, António Costa, na quarta-feira, e a disparada de casos deixou os hospitais perto de um colapso.

Por Redação, com Reuters – de Lisboa

João Cordeiro conseguiu vencer a covid-19 e está prestes a ir para casa, e seus filhos também se recuperaram rápido da doença, mas a batalha de sua família com uma epidemia que está assolando Portugal está longe do fim.

Hospital em Cascais, Portugal

A esposa de Cordeiro continua no Hospital de Cascais, nos arredores de Lisboa, lutando pela vida em uma unidade de emergência alguns andares abaixo do quarto em que ele foi tratado.

– Ela está lá com pneumonia e tudo mais – disse o paciente de 48 anos, aliviado de ter alta depois de semanas no hospital, mas visivelmente cansado e alarmado com a ideia de deixá-la.

Epidemia de Portugal

– Estou com medo… quero que ela melhore.

A epidemia de Portugal entrou em uma fase “terrível”, admitiu o primeiro-ministro português, António Costa, na quarta-feira, e a disparada de casos deixou os hospitais perto de um colapso.

Alguns estão ficando sem leitos, outros veem seus estoques de oxigênio minguarem. Médicos e enfermeiros também estão sobrecarregados, por isso médicos militares estão sendo convocados da Alemanha para oferecer ajuda.

Como em outros locais, os funcionários de Cascais estão exaustos, e às vezes têm dificuldade para se manter motivados. “Não há fim à vista”, murmurou uma enfermeira.

Na rede de saúde pública portuguesa, 830 leitos de UTI de um total de 1,2 mil foram alocados para pacientes de covid-19. Atualmente, há 783 pacientes de covid-19 em UTIs.