Djokovic passa fácil por del Potro no Aberto dos EUA

Arquivado em: Destaque do Dia, Esportes, Esportes Olímpicos, Últimas Notícias
Publicado sábado, 8 de setembro de 2018 as 16:34, por: CdB

O bicampeão Djokovic, que chega à sua oitava final em Flushing Meadows e foi o sexto cabeça de chave neste ano, quebrou Nishikori em seu primeiro game de saque.

 

Por Redação – de Nova York, NY-EUA

 

Novak Djokovic enfrentará Juan Martin del Potro na disputa pelo título do Aberto dos Estados Unidos depois que o sérvio bateu Kei Nishikori por 6-3, 6-4, e 6-2 na semifinal na sexta-feira.

Djokovic se recupera de uma lesão e exibe excelente forma no Aberto dos EUA
Djokovic se recupera de uma lesão e exibe excelente forma no Aberto dos EUA

Djokovic, campeão de Wimbledon deste ano, manteve Nishikori sob pressão durante toda a partida, conseguindo 17 oportunidades de break point, e vencendo 80% de seus primeiros pontos de saque para fechar a partida em duas horas e 23 minutos.

O bicampeão Djokovic, que chega à sua oitava final em Flushing Meadows e foi o sexto cabeça de chave neste ano, quebrou Nishikori em seu primeiro game de saque e fechou o set de abertura com um ace depois de 37 minutos sem nunca conceder um break point.

— Foi realmente uma sensação muito boa. Mais fácil de falar do que de fazer – você tem que acertar cada bola contra Nishikori, que é um dos jogadores que se move mais rápido no circuito — disse Djokovic.

Pressão

Nishikori melhorou no segundo set, indo à rede mais vezes, mas Djokovic estava em excelente forma. Ele afastou os únicos dois break points que enfrentou e quebrou o atleta japonês novamente para abrir uma vantagem de 3-2.

— Eu acho que nos momentos importantes eu consegui fazer bons segundos saques, alguns bons primeiros saques. Eu devolvi muito bem a bola. Eu coloquei pressão constantemente em cima dele, tentando fazê-lo se movimentar pela quadra, tirando o ritmo dele, não dando sempre as mesmas jogadas sempre. A minha partida foi realmente muito boa — acrescentou Djokovic.

Lesão

O sérvio dominou o jogo enquanto o desempenho de Nishikori foi prejudicado por 51 erros não forçados.

— Ele estava jogando tudo de maneira muito consistente: saque, devoluções, pancadas de fundo. Não foi fácil acompanhá-lo hoje — disse Nishikori.

Djokovic, que foi forçado a abandonar o torneio do ano passado devido a uma lesão no cotovelo e voltou ao circuito neste ano após cirurgia, disse que estava muito animado por estar de volta ao grande palco.

— Isso significa muito para mim, obviamente. Como milhares de outros jogadores de tênis pelo mundo, eu estou tentando ser o melhor que consigo ser — concluiu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *