Dólar mais caro leva Petrobras a elevar o preço dos combustíveis

Arquivado em: Destaque do Dia, Energia, Últimas Notícias
Publicado terça-feira, 19 de novembro de 2019 as 11:02, por: CdB

A empresa também informou, em seu site, um aumento de 1,2% no diesel, ou cerca de R$ 0,3, para aproximadamente R$ 2,22 por litro, depois de manter o valor estável desde 1º de novembro.

 

Por Redação, com Reuters – do Rio de Janeiro

Em um único dia, a Petrobras terá aumentado em 2,8% o preço médio da gasolina nas refinarias.

diesel
Preço médio do diesel também subirá, nos postos, a partir da semana que vem

O novo preço dos combustíveis passa a valer na próxima terça-feira. Antes da alta expressiva na cotação do dólar, a estatal manteve por mais de 50 dias o valor da commodity para as distribuidoras.

Diesel

Com o reajuste de cerca de R$ 0,5, o preço médio do produto está agora em aproximadamente de R$ 1,84 por litro, maior valor desde o final de maio (R$ 1,95), conforme dados da Petrobras compilados pela agência inglesa de notícias Reuters. A empresa também informou, em seu site, um aumento de 1,2% no diesel, ou cerca de R$ 0,3, para aproximadamente R$ 2,22 por litro, depois de manter o valor estável desde 1º de novembro.

A ausência de reajustes, especialmente da gasolina, havia motivado manifestação da Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom), que reclamou de uma defasagem ante os valores internacionais, em meio à forte alta do dólar e de alguns ganhos dos preços do petróleo.

— O preço muda em função do preço da commodity no exterior, mais frete, mais câmbio. Foi isso que ocorreu — disse uma fonte da Petrobras, que pediu para não ser identificada.

Brent

O dólar fechou numa máxima recorde na segunda-feira, acima de R$ 4,20 na venda, numa sessão negativa para divisas emergentes conforme pesaram dúvidas sobre a situação comercial entre Estados Unidos e China.

No acumulado de novembro, a moeda havia subido até o fechamento de segunda-feira 4,91%, mais do que anulando a queda de outubro (-3,52%) e a caminho da maior valorização mensal desde agosto (+8,51%).

No mercado internacional, a gasolina registra leve queda de cerca de 1% no acumulado de novembro, enquanto o petróleo Brent subiu cerca de 3% no período.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *