Dólar opera em queda

Arquivado em: Negócios, Últimas Notícias
Publicado quinta-feira, 8 de agosto de 2019 as 13:25, por: CdB

A conclusão da votação da reforma da Previdência influenciou queda do dólar. Na véspera, o dólar fechou em alta de 0,48%, a R$ 3,9749 na venda.

Por Redação, com Reuters – de São Paulo

O dólar recuava ante o real na abertura do pregão desta quinta-feira, após conclusão da votação da reforma da Previdência na Câmara, que agora seguirá ao Senado, e acompanhando dados positivos da China que acalmaram parte dos temores no exterior ligados à disputa comercial entre chineses e norte-americanos.

O preço do dólar, frente ao real, tem sido regulado pela tensão eleitoral, às vésperas das eleições presidenciais
Às 9:05, a moeda norte-americana recuava 0,49%, a R$ 3,9556 na venda.

Às 9:05, o dólar recuava 0,49%, a R$ 3,9556 na venda. Na véspera, o dólar fechou em alta de 0,48%, a R$ 3,9749 na venda. O dólar futuro de maior liquidez perdia cerca de 0,3% neste pregão.

O BC realiza nesta sessão leilão de até 11 mil contratos de swap cambial tradicional, correspondentes à venda futura de dólares, para rolagem do vencimento outubro de 2019.

Ibovespa avança

A bolsa paulista mostrava viés positivo nesta quinta-feira, favorecida pelo cenário externo benigno, com papéis de mineradoras e siderúrgicas entre as maiores altas do Ibovespa e investidores analisando novos balanços corporativos, entre eles o do Banco do Brasil.

Às 12:11, o Ibovespa subia 0,65 %, a 103.453,84 pontos. O volume financeiro somava R$ 6,5 bilhões.

Wall Street tinha trajetória positiva, em meio a dados melhores do que o esperado sobre as economias norte-americanas e chinesa. A estabilização do iuan oferecia também algum conforto a investidores preocupados com a escalada nas tensões comerciais entre China e Estados Unidos. O S&P 500 subia 1%.

Além do bom humor das bolsas no exterior, a equipe da corretora Planner também chama a atenção para o bom andamento da reforma da Previdência, “que agora segue para o Senado e que deverá ser avaliada já nos próximos dias”.

A Câmara dos Deputados encerrou na noite de quarta-feira a analise de emendas à reforma e concluiu a votação do segundo turno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) sobre o tema, encerrando a tramitação da matéria na Casa. Todos os destaques apresentados foram rejeitados.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *