Donald Trump declara estado de emergência na Carolina do Sul por tempestade Florence

Arquivado em: América do Norte, Destaque do Dia, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 17 de setembro de 2018 as 11:16, por: CdB

O olho da tempestade Florence, que chegou a ser um furacão de categoria 4 na escala de intensidade Saffir-Simpson, tocou o solo na sexta-feira passada, já rebaixado à categoria 1

Por Redação, com EFE – de Washington

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou nesta segunda-feira a aprovação da declaração de estado emergência na Carolina do Sul por causa da devastação provocada pela tempestade Florence, que deixou 17 pessoas mortas e grandes inundações neste Estado e na Carolina do Norte.

Tempestade Florence, deixou 17 pessoas mortas e grandes inundações neste Estado e na Carolina do Norte

Esta declaração autoriza o Departamento de Segurança Nacional (DHS) e a Agência Federal de Gestão de Emergências (Fema) a coordenarem todos os esforços de socorro em casos de desastre e a destinarem verbas federais para enfrentar a tragédia. A assistência financeira será colocada à disposição de diversas instituições – governamentais e civis -, com o objetivo de implantar “medidas de proteção de emergência” na região.

O olho da tempestade Florence, que chegou a ser um furacão de categoria 4 na escala de intensidade Saffir-Simpson, tocou o solo na sexta-feira passada, já rebaixado à categoria 1. Embora sua intensidade tenha diminuído nos últimos dias e agora seja considerada tempestade tropical, os fortes ventos e, principalmente, a quantidade de chuva que gerou, provocaram inundações significativas e obrigaram milhares de pessoas a deixarem suas casas.

Apesar do progressivo enfraquecimento da tempestade devido ao afastamento do litoral, especialistas do Serviço Meteorológico Nacional (NWS) alertaram que Florence representa “uma situação incrivelmente séria” com amplas porções na Carolina do Norte e na Carolina do Sul.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *