Donald Trump se mantém firme sobre muro na fronteira

Arquivado em: América do Norte, Manchete, Mundo, Últimas Notícias
Publicado segunda-feira, 7 de janeiro de 2019 as 10:45, por: CdB

As declarações de Trump foram dadas no início da terceira semana de paralisação parcial do governo norte-americano como resultado da disputa que deixou centenas de milhares de funcionários federais parados ou sem salários.

Por Redação, com Reuters – de Washington

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, prometeu no domingo não desistir de sua exigência de um muro na fronteira com o México e afirmou que o projeto pode ser feito de aço em vez de concreto como um possível meio-termo com os democratas que se recusam a financiar o projeto.

Presidente dos EUA, Donald Trump, concede entrevista ao retornar de Camp David para a Casa Branca

As declarações de Trump foram dadas no início da terceira semana de paralisação parcial do governo norte-americano como resultado da disputa que deixou centenas de milhares de funcionários federais parados ou sem salários.

Trump ameaçou de novo, sem dar detalhes sobre de onde sairia o dinheiro, declarar situação de emergência nacional como uma alternativa para construir o muro, dependendo do resultado das negociações nos próximos dias.

Os democratas

Os democratas se recusaram a aprovar os US$ 5,6 bilhões que Trump quer para cumprir a promessa de campanha de conter a imigração ilegal com a construção de um muro na fronteira.

Liderados pela presidente da Câmara, Nancy Pelosi, os democratas aprovaram um projeto de lei na Casa na semana passada para reabrir o governo sem o financiamento para o muro. Pelosi chamou o muro na fronteira de imoral.

– Essa é uma batalha muito importante para vencer do ponto de vista de segurança, número um, definindo nosso país e quem somos – disse Trump a repórteres na Casa Branca antes de partir para o retiro presidencial em Camp David.

– A barreira, ou muro, pode ser de aço em vez de concreto, se isso ajudar as pessoas. Pode ser melhor – disse.

A Casa Branca descreveu essa oferta, que Trump já havia indicado anteriormente, como uma reconciliação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *