Dono de frigorífico é preso por furto de energia elétrica em São Gonçalo

Arquivado em: Polícia, Rio de Janeiro, Últimas Notícias
Publicado quarta-feira, 23 de fevereiro de 2022 as 14:00, por: CdB

De acordo com os policiais, após uma denúncia anônima, as equipes foram até o frigorífico localizado no bairro Arsenal, em São Gonçalo, e constataram as ligações clandestinas de energia. A inspeção foi acompanhada pelo dono do estabelecimento, que não soube explicar a irregularidade.

Por Redação, com ACS – de Rio de Janeiro

Policiais civis da 75ª DP (Rio do Ouro) e uma equipe do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) prenderam em flagrante, na terça-feira, o proprietário de um frigorífico acusado de furto de energia elétrica. Ele não apresentou a conta de consumo aos agentes e não soube informar onde era o medidor de luz do estabelecimento.

Ele não apresentou a conta de consumo aos agentes

De acordo com os policiais, após uma denúncia anônima, as equipes foram até o frigorífico localizado no bairro Arsenal, em São Gonçalo, e constataram as ligações clandestinas de energia. A inspeção foi acompanhada pelo dono do estabelecimento, que não soube explicar a irregularidade.

Ele foi conduzido para a 75ª DP e foi autuado em flagrante por furto de energia.

Gerente do tráfico de drogas

Policiais civis da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) prenderam, na terça-feira, um dos gerentes do tráfico de drogas da comunidade do Frade, em Angra dos Reis, Região da Costa Verde. Após levantamento de dados de inteligência e monitoramento, os agentes capturaram o traficante, conhecido como “Goiaba”, escondido na casa de parentes. Contra ele foi cumprido um mandado de prisão por tráfico de drogas.

As investigações apontam que o criminoso era o homem de confiança do narcotraficante conhecido como “Da Cruz” ou “Anjo”, que está preso no Complexo de Gericinó, em Bangu, na Zona Oeste do Rio. Após a prisão, os agentes levaram o traficante à Cidade da Polícia e, em seguida, o encaminharam ao sistema prisional, onde ficará à disposição da Justiça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

*

code