Doria prorroga quarentena até 31 de maio em São Paulo

Arquivado em: Brasil, Destaque do Dia, São Paulo, Últimas Notícias
Publicado sexta-feira, 8 de maio de 2020 as 13:36, por: CdB

É a terceira vez que o governador estende a quarentena, que teve início no dia 24 de março e estava prevista para ser encerrada neste domingo.

Por Redação, com ABr – de São Paulo

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta sexta-feira que a quarentena no Estado será estendida até o final de maio.

É a terceira vez que o governador estende o isolamento

– Como governador, queria dar uma notícia diferente da que vou dar agora. Mas o cenário é desolador. Teremos que prorrogar a quarentena até o dia 31 de maio. A quarentena evita a propagação da doença – disse.

Segundo o governador, com a quarentena 51 vidas são salvas a cada dia no Estado e, até o dia 21 de maio, mais de 3,2 mil vidas serão salvas com a manutenção do isolamento.

É a terceira vez que o governador estende a quarentena, que teve início no dia 24 de março e estava prevista para ser encerrada neste domingo. Durante a quarentena, somente serviços considerados essenciais como logística, segurança, abastecimento e saúde podem funcionar.

Cruz Vermelha

A Cruz Vermelha Brasileira-São Paulo (CVB/SP) produziu, desde o lançamento da Campanha Cidade Solidária, em 7 de abril, 58.955 cestas básicas e 40.508 kits de higiene e limpeza, com 820 toneladas de doações que chegam à sede da instituição, somando mais de 99 mil cestas.

A campanha Cidade Solidária é uma ação da prefeitura de São Paulo com entidades parceiras, o que leva para a população em situação mais vulnerável alimentos e produtos que auxiliam a prevenção da covid-19.

Voluntários e colaboradores unem esforços diariamente para carregar os caminhões de entrega. Um dos pontos oficiais de coleta é a sede da Cruz Vermelha de São Paulo, na avenida Moreira Guimarães, 699, Indianópolis. Assim como nos demais locais, o horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h. Saiba mais sobre os locais de doação no site.

A instituição pede mais doações para continuar ajudando a quem precisa. Os itens que podem ser doados são: produtos de higiene: sabonete, escova dental, creme dental, absorvente higiênico e papel higiênico. Produtos de limpeza: água sanitária, detergente em pó, desinfetante, esponja, multiuso e álcool 70, entre outros. Equipamentos de proteção: máscaras, álcool em gel e luvas.  Alimentos não perecíveis: água mineral, leite em pó integral, arroz, feijão, farinha de mandioca, açúcar, óleo de soja, macarrão, polpa ou purê de tomate e sardinha em óleo comestível.

Para auxiliar o atendimento da prefeitura à demanda de  pacientes com a covid-19, o Hospital da Cruz Vermelha Brasileira, São Paulo disponibilizou 54 leitos, sendo 20 de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e toda a infraestrutura para o encaminhamento de pacientes da rede pública, infectados pelo coronavírus. Em sua plenitude, as vagas chegarão a 75 leitos.

Como funciona

A maior instituição de ajuda humanitária do mundo está presente em 190 países, atuando na proteção à vida e à saúde, com o objetivo de prevenir e atenuar o sofrimento humano. Há mais de 150 anos, o trabalho da Cruz Vermelha é desenvolvido sem distinção de raça, nacionalidade, gênero, condição social, religião e opinião política.

A Cruz Vermelha Brasileira-São Paulo realiza, desde 1912, iniciativas próprias de assistência humanitária e social aos mais vulneráveis, em especial na gestão de riscos e desastres e na capacitação em primeiros socorros, além de ações de promoção à saúde. Só em 2019, a CVB/SP distribuiu 184 toneladas de alimentos, roupas, calçados e itens de higiene e limpeza, dentre outros.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *