Incêndio em duto de gás no México queima no oceano, por horas

Arquivado em: Destaque do Dia, Energia, Sem categoria, Últimas Notícias
Publicado sábado, 3 de julho de 2021 as 18:13, por: CdB

Uma plataforma petrolífera offshore da Pemex, companhia estatal mexicana, foi acionada às 5h15 da manhã, hora local, comunicou o fogo em águas a 150 metros do local. Não houve notícia de quaisquer ferimentos ou mortes entre os trabalhadores.

Por Redação, com agências internacionais – da Cidade do México

O vazamento de gás subaquático causou um incêndio no Golfo de Yucatán, no México, atingindo uma vasta extensão de água e mobilizando enormes navios, na tentativa de conter o fogo. Nas redes sociais, o incêndio ficou conhecido como ‘Eye of Fire’ (em português, olho de fogo). Durante as últimas 24 horas, o incidente surpreendeu as autoridades.

O foco de incêndio subaquático é alvo de investigações pela Pemex

Uma plataforma petrolífera offshore da Pemex, companhia estatal mexicana, foi acionada às 5h15 da manhã, hora local, comunicou o fogo em águas a 150 metros do local. Não houve notícia de quaisquer ferimentos ou mortes entre os trabalhadores, que permaneceram embarcados. A empresa declarou que as condições normais de funcionamento foram restabelecidas às 10h45.

Acidentes

De acordo com o chefe do regulador de segurança petrolífera do México, o incidente “não gerou derramamento (de óleo)”. No entanto, não revelou o que pode ter provocado o incêndio em pleno oceano, nem o que estava exatamente queimando. Por sua vez, uma fonte anónima disse à agência inglesa de notícias Reuters que “máquinas das instalações de produção do Ku Maloob Zaap foram afetadas por uma tempestade elétrica e por fortes chuvas”. Esta declaração não foi, ainda, confirmada pelos especialistas.

O incêndio, contudo, não parece ter tido um impacto generalizado, mas as consequências associadas às espécies locais continuam pouco claras. Ainda assim, a Pemex possui um longo histórico de acidentes industriais semelhantes. Ao longo de sete anos, morreram mais de 100 pessoas, na sequência de incêndios e explosões associados à Pemex.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code